Artigos

Evangelizar nas Redes Sociais

DVC_A_219_AA_CMYK-reduzida
Dom Vicente: “Por isso, faço um apelo especial aos jovens… para que lancem as redes em águas mais profundas, ou seja, que lancem as redes nas Redes Sociais”

No Domingo da Ascensão do Senhor comemorou-se o 47° Dia Mundial das Comunicações. A data foi comemorada pela primeira vez em 12 de maio de 1967, atendendo a uma proposta do Decreto sobre os Meios de Comunicação Social: Inter Mirifica, do Concílio Vaticano II, quando na ocasião o Papa Paulo VI publicou uma mensagem sobre o tema.

Como ela é sempre divulgada no dia 24 de janeiro, quando a Igreja comemora a memória de São Francisco de Sales, o Padroeiro dos meios de comunicação, coube ao Papa Bento XVI, que ainda não havia renunciado, escrever a mensagem deste ano, cujo tema é: “Redes sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização”.

Como sabemos, o mundo ficou pequeno. Os meios de comunicação, em especial a internet, derrubaram barreiras geográficas e étnicas e hoje é comum sabermos quase instantaneamente dos diversos acontecimentos do mundo. Não bastasse isto, nos deparamos com um fenômeno em expansão que são as Redes Sociais. Hoje em dia uma em cada sete pessoas no planeta frequenta as Redes Sociais. Essas imensas comunidades virtuais, organizadas por sites como Facebook, MySpace e Twitter, já abrigam quase 1 bilhão de “habitantes”. Constata-se também que o brasileiro gasta em média 27 horas por mês na internet, colocando o país entre as cinco nações que mais acessam essas redes.

Queridos irmãos e irmãs diocesanos: O Evangelho nos ensina que o joio e trigo crescem juntos (cf. Mt 13,24-30). Portanto, não é diferente em relação a esses ambientes digitais. Diante desta nova realidade que surgiu apenas recentemente devemos nos lembrar de que é um mandato do Senhor irmos “até os confins da terra” (At 1,8) para anunciar o Evangelho. Pois, como afirma Bento XVI na sua Mensagem, “se a Boa Nova não for dada a conhecer também no ambiente digital, poderá ficar fora do alcance da experiência de muitos que consideram importante este espaço existencial”. Por isso gostaria de dar três pistas para o anúncio de modo eficaz e condizente com esses ambientes, através desses recursos, segundo a Mensagem do Papa Bento XVI.

– O que anunciar? A resposta não é outra senão a Pessoa de Jesus Cristo. Nossas postagens, mensagens, publicações, twitadas… devem conduzir as pessoas para um encontro pessoal com Jesus, pois existem muitos, que apesar de estarem na vanguarda tecnológica, ainda não sabem de modo existencial que “Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3,16).

− Como anunciar? Todo anúncio do Evangelho exige por si a unidade entre palavra e vida. “Para a Igreja, o testemunho de uma vida autenticamente cristã… é o primeiro meio de evangelização” (Papa Paulo VI, Exortação Apostólica sobre a Evangelização no mundo contemporâneo: Evangelii Nuntiandi, n. 41), de modo que, se isso não ocorrer, a mensagem do Evangelho pode se perder em meio a tanto falatório de nossos dias. Mais ainda, o testemunho pessoal, para usar uma linguagem das Redes Sociais, é sempre uma “postagem” do amor de Deus na vida do homem: Francisco de Assis, por exemplo, “postou” a humildade; Teresinha de Liseux, a simplicidade; Vicente de Paulo, a caridade; Pio de Pietrelcina, o amor à Eucaristia…Cabe agora a cada um de nós “postarmos” com a própria vida os tesouros de Deus.

− Quando anunciar? “Proclama a Palavra, insiste no tempo oportuno e inoportuno, convence, repreende, exorta com toda paciência e doutrina” (cf. 2Tm 4,2). Para cumprir este mandato do Senhor é preciso pedir as luzes do Espírito Santo, a fim de iluminar nossas inteligências para que de forma criativa, corajosa, objetiva possamos fazer das Redes Sociais campo fértil de conversões e vocações. Além disso, este anúncio deve ter claro que as relações virtuais, por mais sofisticadas que se apresentem, jamais poderão substituir o contato com o próximo (cf. Documento de Aparecida, n. 489). Conhecer e amar as pessoas não podem se resumir a um click.

Nossa Diocese tem se esforçado em levar a Palavra de Deus através das Redes Sociais. São inúmeras as paróquias, movimentos, associações e pastorais que utilizam tais meios. Mas ainda há muito que fazer. Por isso, faço um apelo especial aos jovens − sendo eles os “protagonistas da evangelização e artífices da renovação social” (Beato João Paulo II, Exortação Apostólica sobre a Vocação e a Missão dos Leigos na Igreja e no Mundo: Christifideles Laici, n. 46c), neste Ano da Fé e às portas da 28ª Jornada Mundial da Juventude, cujo tema é: “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28,19) − para que lancem as redes em águas mais profundas, ou seja, que lancem as redes nas Redes Sociais.

A todos abençoo, particularmente a todos os envolvidos nos Meios de Comunicação Social.

Dom Vicente Costa, Bispo Diocesano de Jundiaí

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.