Artigos

Diocese de Mogi 2014

A diocese de Mogi das Cruzes prioriza o aprofundamento bíblico, a catequese, a juventude, a família e o serviço aos pobres. Fomenta as doze comissões de pastoral, conforme as diretrizes dos Bispos do Brasil.

Em janeiro, houve a ordenação de cinco diáconos, os mesmos que, em junho, foram ordenados padres. Nesses dois anos, foram ordenados quinze novos sacerdotes para a diocese de Mogi. A próxima ordenação de diáconos transitórios, que depois se tornam padres, será em 31 de janeiro de 2015, na Paróquia Santos Apóstolos. A diocese conta com quatorze diáconos permanentes; outros vinte homens casados se preparam, cursando teologia e freqüentando a escola diaconal.

A Faculdade de Filosofia e Teologia Paulo VI se esforça para crescer na qualidade de ensino e no número de alunos, oferecendo, de manhã e à noite, bacharelado em filosofia e teologia e licenciatura em filosofia. Recebeu, no início de agosto, a visita de avaliadores do Ministério de Educação e Cultura (MEC), os quais constataram o bom nível dos professores, reconheceram o esforço da diocese e vislumbraram boas perspectivas de futuro. Entenderam que a Faculdade presta um serviço à sociedade, oferecendo o que lhe é específico. Concluídos os relatórios, conferiram nota máxima (cinco) à Faculdade Paulo VI.

Nesse ano, foram criadas três novas quase-paróquias em Itaquaquecetuba, e três novas áreas pastorais, duas em Poá e uma em Ferraz de Vasconcelos. Hoje, a diocese conta com cinqüenta e três paróquias, três quase-paróquias e cinco áreas pastorais, num total de sessenta e uma unidades. Cada uma delas com um padre à frente.

Encontra-se em fase de acabamento a construção do seminário menor, com capacidade para 20 seminaristas. O museu do Divino já foi concluído. A fachada externa da Catedral está recebendo restauro e a capela N. Sra. dos Remédios de Mogi será também restaurada. Quatro imóveis foram adquiridos para serem casas paroquiais na periferia.

O povo do Alto Tietê celebra com entusiasmo e devoção a tradicional Festa do Divino. Só na de Mogi das Cruzes passaram cerca de trezentas mil pessoas. Valorizam-se as peregrinações, sobretudo ao santuário de Aparecida; houve a dos padres, dos seminaristas, de diversas paróquias. E uma em Atibaia, a do Movimento da Mãe Rainha, onde participaram três mil pessoas, Em Suzano, acontece a Festa Nordestina, anualmente prevista no calendário do Município.

Nesse segundo semestre estão em curso outras celebrações: dia da Família, em Suzano; 15ª. festa do seminário diocesano, no sítio Tabor; a celebração de Nossa Senhora Aparecida, 12 de outubro, em todos os municípios; e a festa diocesana, o 2º Evangelizai, no dia de Cristo Rei, 23 de novembro. O Grito dos excluídos, 7 de setembro, pauta a importância da reforma política e eleições limpas; e para isso estão empenhados a escola diocesana de cidadania e a pastoral de fé e compromisso social.

Dom Pedro Luiz Stringhini, Bispo Diocesano de Mogi das Cruzes

Mogi das Cruzes, 29 de agosto de 2014

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.