Dioceses Sinodo

Unidade: Dom Pedro, clero e fiéis promovem abertura da etapa do Sínodo dos Bispos na Diocese de Santo André

“Esse processo sinodal na nossa diocese quer ser um momento de graça! Então vamos assumi-lo! Todos vocês, queridos agentes de pastoral que já passamos juntos por essa experiência bonita do nosso primeiro Sínodo Diocesano. Vamos assumir esse processo como está sendo proposto pelo nosso querido Papa Francisco e como nós, através da Coordenação de Pastoral, já foi programado. Vamos aderir com amor, com entusiasmo, porque quem dirige tudo é o Espírito Santo.”

O bispo da Diocese de Santo André e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), Dom Pedro Carlos Cipollini, conclamou na noite de terça-feira (19/10), o clero e todos os cristãos leigos a participarem da fase de diálogo e escuta diocesana do Sínodo dos Bispos, inaugurada oficialmente durante a Santa Missa realizada na Catedral Nossa Senhora do Carmo, no Centro da cidade andreense. A celebração reuniu aproximadamente 250 pessoas, entre padres, seminaristas, religiosos e religiosas, e representantes de pastorais, movimentos e das 105 paróquias e da quase paróquia, sendo transmitida pelas mídias diocesanas e pela TV Evangelizar.

Aprofundando a prática da sinodalidade, o “caminhar junto do povo de Deus na história”, o que caracteriza a Igreja desde os seus primórdios, Dom Pedro recordou que a Diocese de Santo André está preparada para iniciar esse processo de escuta e diálogo, em comunhão com todas as dioceses e arquidioceses que já realizaram a abertura dessa fase, no domingo passado (17/10), ao recordar a trajetória do primeiro Sínodo Diocesano (2016-2017) que envolveu todas as comunidades, pastorais, leigos e o clero, numa caminhada que ouviu e uniu toda a Igreja diocesana, apontando a prioridade eleita para o quinquênio 2018-2022: “Ser uma Igreja que fortaleça a Cultura e a Espiritualidade do Acolhimento em permanente Ação Missionária”.

“Tivemos essa oportunidade de vivenciar, de antemão, tudo isto que está sendo proposto para a Igreja, a nível mundial. Nossa Igreja diocesana na vivência do Sínodo Diocesano Começou nas comunidades, nas paróquias, nas dez regiões pastorais de nossa diocese, nas assembleias e na assembleia final, que votou, após invocar o Espírito Santo, com grande força e fé, as prioridades para a caminhada de nossa Igreja, que quer ser uma Igreja de Acolhida e Missão. A nossa vivência do Sínodo foi uma preparação remota para aquilo que estamos vivenciando”, relembra Dom Pedro.

Leia a matéria na íntegra no site da Diocese.

Fonte: Assessoria Diocesana de Santo André

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.