Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Neste 25 de setembro, as CEBs, Pastoral da Juventude, Pastoral de Fé e Política, Pastoral Afro Brasileira, Pastoral Operária, Serviço Pastoral dos Migrantes, Comissão Pastoral da Terra, CNLB e Grito dos Excluídos do Regional Sul 1 da CNBB, realizaram a 1ª ROMARIA DO POVO DE DEUS no Santuário Nacional de Aparecida. Romeiros e romeiras advindos de diversas regiões do Estado de São Paulo puderam manifestar sua fé na casa da Mãe Aparecida e, simultaneamente, clamar a Deus Pai pelo nosso Brasil.

No primeiro momento da manhã, às 6 horas, na “Tribuna Dom Aloísio Lorscheider”, próximo ao Santuário, aconteceu o forte momento de Mística, onde os romeiros e romeiras puderam se manifestar com cantorias, clamores e orações à luz da Palavra de Deus, sem esquecer do café partilhado pelos participantes. As reflexões tiveram como foco o tema da Romaria “NA CASA DA MÃE, POR UMA IGREJA EM SAÍDA E EM DEFESA DA DEMOCRACIA” e o lema “AI DAQUELES QUE ESTÃO TRANQUILOS E SE SENTEM SEGUROS” (Am 6,1ª). Ao final, houve o compromisso do romeiro e da romeira de lutar por dias mais iluminados, fraternos e solidários. Para tanto, como sinal desse compromisso, foram utilizadas as fitinhas coloridas comuns nos locais de romaria, com a motivação para cada pessoa amarrar a fita no pulso do seu irmão ou irmã. Em seguida, iniciou-se a alegre caminhada da esperança até o Santuário para participação na Celebração da Missa das 8 horas, momento esse culminante da Romaria.

A Celebração Eucarística celebrada por todo o povo de Deus, teve a presidência de Dom José Luiz Bertanha, bispo emérito da Diocese de Registro; e presença de padres, entre os quais, Pe. Félix Manoel dos Santos, de São Vicente; Pe. Jorge Corsini, de Barra do Turvo; Pe. Benedito Ferraro, de Campinas; Pe. Pe. Sebastião dos Reis Miranda, de Osasco; e Pe. Marcos Crescêncio Sobrinho, de Taubaté, participantes da Romaria.

Na procissão de entrada, todas as representações que pensaram e organizaram a Romaria puderam participar, cada uma portando o banner de sua pastoral ou organismo; também teve os banners do 15º Intereclesial das CEBs e dos 15 anos do Documento de Aparecida. No comentário inicial da celebração, houve a acolhida de todos os romeiros e romeiras, com destaque para a Romaria do Povo de Deus. E o bispo, na homilia, saudou os romeiros e romeiras das CEBs e das Pastorais Sociais que trabalham nas comunidades e pela transformação do mundo.

Foi tudo muito lindo mesmo; logo vamos fazer avaliação e pensar uma próxima, segundo manifestou Alex Pontes, das CEBs. O que também foi reiterado por Edilson de Oliveira, da Pastoral Afro Brasileira; e que ainda acrescentou: até agora a Romaria não sai da minha mente, foi emocionante. E, segundo Dalva Maria de Almeida, da CNLB, a Romaria foi cheia de espiritualidade e fortemente conduzida pela Palavra de Deus; tão pertinente aos nossos clamores; caminhemos juntos.

Confira abaixo mais fotos do evento:

 

Créditos: Pedro Paulo dos Santos – Comunicação CEBs Sul 1