Comissões Episcopais Pastorais

Regional Sul 1 participa do XX Encontro Nacional da Pastoral da Educação

Mais de 1800 educadores de todo o país estiveram reunidos virtualmente, na sexta-feira e sábado – dias 11 e 12 de setembro, no XX Encontro Nacional da Pastoral da Educação, com o tema “Igreja em Saída: A Pastoral da Educação na Escola Pública”. Inspirado na convocação missionária do Papa Francisco e na realização do Pacto Educativo Global. O Encontro desejou impulsionar uma atuação mais efetiva da Pastoral da Educação nas escolas.

Para Dom Tarcísio Scaramussa,SDB,  Bispo de Santos e referencial do Regional Sul 1 da CNBB da Pastoral da Educação, “o encontro foi inovador, no sentido de descobrir uma forma de realizar o evento, superando a impossibilidade de participação presencial. Pelo que soubemos, houve significativa participação, pelo número de inscritos e frequentadores assinalados. Gostaria de destacar a preparação para o encontro, com vídeos temáticos e outros documentos e informações, enriquecendo e ampliando o aprofundamento do tema com várias contribuições. O foco das apresentações foi realmente a questão da educação, situando-a no contexto dos desafios atuais, e buscando apresentar soluções para o que o Papa Francisco chama de Pacto Educativo, ou pela Educação”.

Para o Professor Luiz Antonio de Souza Amaral, coordenador Regional da Pastoral da Educação, “O encontro nacional, sendo online, possibilitou a presença de um grande número de participantes de várias regiões do Brasil”.

Ainda segundo o professor, houve pouca presença de assessores leigos  nas exposições, condição da esmagadora maioria dos agentes da pastoral de educação. Mas a reflexão foi importante para a caminhada da pastoral da educação nos Regionais da CNBB conforme pede o Documento  47, da CNBB, ‘Educação, Igreja e Sociedade: “Dada a complexidade da educação e da sua importância fundamental para a formação da pessoa e da sociedade, deve haver na organização pastoral da Igreja (paróquias, dioceses, regionais) um setor que cuide, de maneira articulada e organizada da Pastoral da Educação. É urgente que esse setor seja apoiado e dinamizado e, onde não existir, seja organizado.  A Pastoral da Educação deve ser um setor dinâmico da pastoral, articulado em conjunto com movimentos de educadores católicos e organismos de educação ligados à Igreja, tais como a Associação Nacional de Educação Católica, ANEC, Movimento de Educação de Base, MEB, Equipes Docentes e outros.”

A agente de pastoral Samantha Freitas, da Diocese de Campo Limpo, também se fez presente no Encontro Nacional. “Um belo encontro, com destaque para as experiências de engajamento de algumas dioceses com a transformação de realidades de exclusão, como a atuação conjunta entre a Paróquia Bom Jesus das Dores e o campus Cidade Alta do IFRN, em Natal. Há fortes e importantes experiências de pastorais de educação em todo o país, esta troca é fundamental”, salientou Samantha.

Para a professora Heloísa Cordeiro, coordenadora da pastoral da educação da Diocese de Osasco, o Encontro Nacional da Pastoral da Educação foi altamente frutífero em todos os aspectos, ressaltando a importância dada pelos assessores que discorreram sobre a necessidade dos bispos e padres apoiarem esta pastoral, numa atitude de diálogo e acolhida.

 

 

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.