Na tarde desta sexta-feira, dia 20, lideranças pastorais de todo o Estado de São Paulo estão em Indaiatuba, no Mosteiro de Itaici, para a 44ª edição da Assembleia das Igrejas Particulares (AIP).

Entre arcebispos, bispos, padres coordenadores diocesanos de pastoral, padres e religiosos assessores de pastorais, movimentos e serviços eclesiais, e leigos e leigas que representam o povo de Deus das seis arquidioceses e 36 dioceses paulistas e coordenam atividades pastorais no Estado, 169 inscritos refletem o tema “Igreja em saída: quais periferias reclamam nossas respostas e quais respostas daremos às periferias?”.

Organizada pelo Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a 44ª AIP teve início com uma celebração que reuniu os participantes na capela central do Mosteiro e, após, em procissão, seguiram até o auditório onde ocorrerão as sessões do tema central.

“Momento rico em nossa caminhada eclesial: que possamos aproveitar bem a nossa Assembleia que nos ajudará a cumprir a ação evangelizadora em nossas arquidioceses e dioceses”, comentou o arcebispo de Ribeirão Preto e vice-presidente do Regional Sul 1, Dom Moacir Silva.

Durante a sessão de abertura, conduzida pelo arcebispo de Sorocaba e presidente do Regional, Dom Júlio Endi Akamine, um vídeo institucional mostrou a realidade eclesial, social e econômica do Estado de São Paulo para favorecer o movimento de saída da Igreja, proposta central da AIP.

Em seguida, o bispo auxiliar de São Paulo e secretário da entidade, Dom Carlos Silva, ressaltou que o método sinodal, aplicado na dinâmica da AIP, além de caminhar juntos, enquanto Igreja, quer ajudar os inscritos a “estarem juntos e construir processos”.

A Assembleia das Igrejas Particulares segue até o próximo domingo, dia 22, e conta com a assessoria do Pe. Carlos Alberto Contieri, diretor do Pátio do Colégio e do Museu de Arte Sacra dos Jesuítas, na capital paulista.

 

 

Fotos: José Ferreira Neto | Pascom Regional Sul 1