Notícias

Quatro décadas consolidando vocações

Dom Emílio_site_cnbb
Mais de duas mil pessoas participaram na noite da última sexta-feira (24), solenidade de São João Batista – da missa em Ação de Graças pelos 40 anos de episcopado do Bispo Emérito de Campo Limpo, Dom Emílio Pignoli.
.
A celebração eucarística aconteceu na Catedral Santuário Sagrada Família e contou com a presença do Bispo Emérito de São Miguel Paulista, Dom Fernando Legal, do Bispo de Guarulhos e presidente da Comissão Episcopal do SP2 da CNBB, Dom Edmilson Amador Caetano além dos sacerdotes da Diocese de Campo Limpo sendo a maioria, ordenado por Dom Emílio.
 .
O Bispo emérito entrou pela Porta Santa do Jubileu da Misericórdia às 19h55 saudando a todos que aguardavam o início da celebração. Em seguida, uniu-se ao clero para a procissão de entrada, que ao som do Hino da Misericórdia “Misericordes sicut Pater” acolheu os fiéis.
 .
Dom Luiz Antônio Guedes, Bispo Diocesano e sucessor de Dom Emílio, fez uma breve saudação a todos, em especial aos bispos visitantes.
 .
Dom Emílio presidiu a Santa Missa, mas a homília ficou sob a responsabilidade de Monsenhor José Geraldo Segatin da Diocese de Franca (SP). Monsenhor Geraldo tem uma proximidade muito grande com Dom Emílio. “Dom Emílio ainda era padre em Cravinhos quando fiz a primeira comunhão e ele foi um dos grandes incentivadores do meu sacerdócio e apoiador da minha família.”
 .
Monsenhor fez ainda uma retrospectiva da vida sacerdotal de Dom Emílio. “Foi um homem incansável realizando várias missões pastorais em áreas de difícil acesso. Foi pároco em Cravinhos, depois foi para Orlândia onde ficou por 11 anos. Foi vice-reitor e professor do Seminário Diocesano de Brodósqui, auxiliou na construção e implantou a Casa de Retiros Dom Luiz Mousinho, construiu a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, que hoje é Santuário; é um homem de grande criatividade e visionário e com grande amor e profundo respeito pela Igreja e suas diretrizes, fizeram com que fosse admirado por todos”.
 .
Antes da benção final, um vídeo produzido especialmente para a data, relembrou o locais por onde Dom Emílio passou trazendo depoimentos de seus irmãos. O canto final foi a música escrita pela Irmã Miria Kolling com o lema episcopal de Dom Emílio: “Consolidai a vossa vocação”.
 .
Breve histórico de Dom Emílio Pignoli –  Nasceu na cidade italiana de Cappela Picernadi, região de Cremona em 14 de dezembro de 1932.
 .
Entrou para o Seminário Vescovile em Cremona em 1952 e um ano mais tarde o então Papa Pio XII fez um apelo para que seminaristas voluntários viessem ao Brasil para ajudar na evangelização e na formação de novos sacerdotes.
 .
Dom Emílio é acolhido na Diocese de Ribeirão Preto (SP) em 20 de outubro de 1953 e logo é encaminhado para a capital para finalizar seus estudos no Seminário Central do Ipiranga. Em 1957 é ordenado Diácono na Paróquia Imaculada Conceição no bairro do Ipiranga.
 .
Volta para Ribeirão Preto e o bispo Dom Luís do Amaral Mousinho encaminha o jovem diácono para auxiliar na paróquia São José em Cravinhos (SP) onde em 29 de junho de 1957 foi ordenado presbítero.
 .
Seu empenho no trabalho pastoral e a formação de novos sacerdotes contribuíram para que fosse criado Bispo e nomeado para assumir a Diocese de Mogi das Cruzes (SP) em 29 de abril de 1974. Sua ordenação episcopal aconteceu em 24 de junho de 1976 em Orlândia (SP) em solenidade presidida pelo Núncio Apostólico, Dom Carmine Rocco.
 .
Em 1988 o então Arcebispo de São Paulo, Dom Paulo Evaristo Arns decide desmembrar o território da Arquidiocese devido o crescimento da cidade e cria quatro novas dioceses: Campo Limpo, São Miguel Paulista, Santo Amaro e Osasco. Para Campo Limpo o Papa São João Paulo II nomeia Dom Emílio Pignoli tomando posse como 1º Bispo de Campo Limpo em 04 de junho de 1989.
 .
Nos 19 anos que esteve à frente da Diocese, Dom Emílio criou 100 paróquias, ordenou 137 sacerdotes, introduziu o projeto de alfabetização de adultos criando mais de 130 salas de aula por onde passaram cerca de 2.600 pessoas. Foi um grande incentivador da Cáritas, estabeleceu convênios com a administração pública, criou o Instituto Cardeal Rossi e construiu a Catedral Santuário Sagrada Família.
.
Texto e foto: Assessoria Diocesana de Comunicação
.
Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.