Notícias

Processos de Nulidade Matrimonial passarão a ser julgados pela diocese de Barretos a partir de março

Equipe do Tribunal Eclesiástico com Dom Milton_reduzida

Na sexta-feira (10), o bispo diocesano de Barretos, Dom Milton Kenan Júnior se reuniu com aqueles que irão trabalhar no Tribunal Eclesiástico que, a partir do dia 03 de março, passarão a julgar os processos de nulidade matrimonial na Diocese. 

Até então, os processos iniciados na Câmara Eclesiástica de Barretos são julgados no Tribunal da Diocese de São José do Rio Preto. A criação do tribunal na Igreja Particular de Barretos será possível graças às mudanças permitidas pelo Papa Francisco no ano passado.

Com a instalação do tribunal os processos passarão a ser julgados mais rapidamente e diminuição no valor da taxa cobrada. Em 2016, foram enviados ao tribunal de São José do Rio preto 35 processos, e já neste ano a Câmara Eclesiástica de Barretos já conta com cerca de 10 libelos (pedidos para o tribunal iniciar a análise do casamento para ver se foi ou não nulo) que já serão julgados no Bispado de Barretos.

Para compor a equipe, foi convidado o padre Luís Henrique Bugnolo da Arquidiocese de Ribeirão Preto, mestre em Direito Canônico, que terá a função de vigário judicial, já que até o momento a diocese não possui nenhum presbítero com essa formação, e para haver o tribunal diocesano é necessário que haja a participação de um sacerdote com essa instrução.

A equipe conta ainda com Lucila Castro como defensora do vínculo, os padres Tulio Gambarato, Luís Fernando Nascimento e André Corrêa como juízes colegiais, o padre Cláudio Beraba como responsável pela retirada do veto em alguns casos, e o padre Antonio Marcos Viaro como Notário.

A solenidade de instalação do Tribunal Eclesiástico de Barretos está agendada para o dia 03 de março, às 10h, na Cúria Diocesana. São esperadas as presenças de padres do clero da Diocese de Barretos, e de padres e bispos das demais oito dioceses que formam a Província Eclesiástica de Ribeirão Preto: Ribeirão Preto, Jaboticabal, São João da Boa Vista, Franca, Catanduva, São José do Rio Preto, Jales e Votuporanga.

Com informações da Diocese de Barretos

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.