“Oração numa Igreja em saída”. O tema proposto pela Diocese de São José do Rio Preto para o ano em preparação para o Jubileu 2025 igualmente alcançou os adolescentes e jovens que, nas 72 Paróquias do território diocesano, estão na última etapa da formação para o Sacramento do Crisma. No sábado, 18 de maio, véspera de Pentecostes, no Serviço Social São Judas Tadeu, cerca de 1100 Crismandos das oito Foranias dispostas no Noroeste Paulista acompanharam a programação do CrismaFest;que contou com Missa, vivências em grupo e Vigília.

O bispo diocesano, Dom Antonio Emidio Vilar, sdb, presidiu a Eucaristia que marcou a abertura do encontro. Em sua acolhida, o religioso recordou São João Paulo II que dizia que “a Igreja só será jovem quando o jovem for Igreja”. Os Catequistas presentes também foram saudados em seus esforços em prol da transmissão da fé a partir do testemunho.

Salesiano de Dom Bosco, Dom Vilar recordou sua predileção pessoal pelos jovens e as lições oferecidas pelo Padroeiro da Juventude. “Vocês sabiam que nós temosuma Igreja Irmã?”, questionou o bispo, na sequência, ao destacar o intercâmbio com a Diocese de Cruzeiro do Sul. Segundo o ele, a atuação na Região Amazônica é uma oportunidade para que todos, animados pelo Espírito Santo, se coloquem a caminho. Membros da Infância e Adolescência Missionária da Diocese de São José do Rio Preto festejaram a menção ao trabalho que resultará no envio de padres, pelo período de dois anos, para o Acre, a partir de agosto.

Dinâmica sinodal

O assessor da Pastoral Diocesana da Catequese, Pe. Edvaldo Calazans, e a coordenadora do segmento, Ir. Rosângela Fontoura, após a Celebração Eucarística, incentivaram a realização de vivências; uma verdadeira “conversação no Espírito” nos mesmos moldes da dinâmica experimentada na primeira etapa do Sínodo sobre a Sinodalidade. Cada bloco, identificado por cores, contava com três espaços para “rodas de conversa” acerca da Campanha da Fraternidade 2024 sobre a Amizade Social, o Rito do Crisma e a Dimensão Missionária. Ao todo foram formados 36 grupos. Em rodízio, os adolescentes e jovens presentes foram sensibilizados à luz dos 3 temas.

Pastoreio
Acompanhado pelo Coordenador Diocesano de Pastoral, Pe. Luiz Caputo, Dom Vilar visitou todos os grupos e manteve contato com os Crismandos e seus catequistas. A proximidade permitiu que o pastor assumisse o “cheiro das ovelhas” e, com elas, participasse de dinâmica que favoreceu a construção de uma grande árvore cujas folhas foram formadas a partir da digital de cada jovem.

Comunhão
Além de padres da Diocese de São José do Rio Preto, o arcebispo emérito de Aparecida, Cardeal Raymundo Damasceno Assis, também visitou o CrismaFest. Na região para as celebrações pelo Dia Nacional do Congregado Mariano, Dom Raymundo interagiu com seminaristas e tirou fotos com jovens que se mostraram admirados pela presença do religioso que recebeu, no Santuário Nacional, os Papas Bento XVI e Francisco.

Após a partilha do alimento preparado por voluntários do Santuário São Judas Tadeu, o CrismaFest foi encerrado com Vigília. O momento favoreceu, a partir de músicas e refrões meditativos, a invocação do Espírito Santo que confirmará na fé os adolescentes e jovens da Diocese de São José do Rio Preto ao longo de 2024.

TEXTO | FOTOS

André Botelho

Pascom / Assessoria de Imprensa

Diocese de São José do Rio Preto