Destaques Pastorais e Organismos

Pastoral Familiar realiza sua Assembleia Estadual e define prioridades para 2020

Com o tema, “Eu e minha casa serviremos ao Senhor” do profeta Josué, 24.15,  de 07 a 09 de fevereiro, realizou-se no Seminário Santo Antônio, na cidade de Agudos, Diocese de Bauru, a VIII Assembleia da Pastoral Familiar do Regional Sul 1 da CNBB que contou com participantes de 32 Dioceses do Estado de São Paulo, totalizando 140 pessoas.

Na sexta-feira, no período da tarde, aconteceu o Encontro dos Assessores Eclesiásticos da Pastoral Familiar com Dom João Bosco Barbosa, bispo da Diocese de Osasco e Bispo Referencial da Pastoral Familiar, e Padre Maximiano Pelarim Neto, da Diocese de Jales, padre assessor da Pastoral Familiar Sul 1. Momento de muita partilha, onde os assessores puderam falar de suas experiências, bem como colocarem suas indagações a respeito das orientações e encaminhamentos da Pastoral Familiar. Padre Max apresentou os desafios da Igreja e da Pastoral Familiar para com as famílias sob os impactos de uma cultura urbana em que prevalecem o relativismo, o individualismo, o consumismo, o isolamento e o afastamento de Deus, de onde decorrem tantos sofrimentos.  Dom João Bosco, em uma visão otimista, lembrou os desafios e sombras sobre as famílias de todos os tempos, mostrando assim uma luz no fim do túnel. Também apresentou o subsídio Hora da Família em sua nova versão com encontros de reflexão mensais e também falou da Hora da Família especial que continuará a ser produzida para a Semana Nacional da Família, de 09 a 15 de agosto.

No sábado, na parte da manhã, Dom Eduardo Malaspina, bispo auxiliar de São Carlos e referencial da Comissão Regional Sul 1 em Defesa da Vida, propiciou um manhã de Espiritualidade  e animação pastoral para todos os agentes da Pastoral Familiar: leigos, padres, diáconos e também Dom Valdir Mamede, bispo de Catanduva. Após o almoço, Dom Eduardo, proferiu uma palestra orientadora quanto à estruturação das Comissões Diocesanas em Defesa da Vida nas Dioceses que ainda não tem, colocando assim o Regional Sul 1em comunhão com a Comissão Episcopal Pastoral Vida e Família que tem pedido que em cada Diocese tenha uma Comissão, um casal pelo menos, ou um serviço em Defesa da Vida.  Dom João Bosco, contemplou-nos com uma palestra sobre um dos pilares (Casa da Palavra), das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2019-2023). Padre Max fez uma profunda reflexão do capítulo três das DGAE, (A Igreja nas Casas).

Dom Rubens Sevilha, bispo da Diocese de Bauru, fez uma reflexão sobre a Campanha da Fraternidade (CF) 2020, com o tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele (Lc 10,33-34)”. Para encerrar o sábado, todas as sub-regiões se reuniram para falarem dos desafios da caminhada feita e para elencarem três prioridades para o próximo período.

No Domingo, falaram os Movimentos e Serviços da Família que trabalham em parceria com a Pastoral Familiar. Ênfase para as Comunidades Famílias Novas do Sagrado Coração de Maria. Edmes e Roberto Kanashiro, Casal Coordenador da Sub-Região  SP2, fizeram uma palestra Motivacional para todos saírem animados e preparados para a missão.

Nos três dias de assembleia houve celebração eucarística diária.

Desta assembleia, três propostas foram apresentadas em plenária e, em seguida, sugeridas à coordenação da assembleia para síntese final, dentro das prioridades mais votadas pelas sub-regiões, foram aprovadas: Setor Pré-Matrimonial (com ênfase também no acompanhamento de casais recém casados); Formação/Espiritualidade e Criação das Comissões Diocesanas em Defesa da Vida onde ainda não houver.

 

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.