Destaques Do Regional

Pastoral da Saúde reúne-se com seus líderes e agentes da sub-região São Paulo

Participaram mais de 200 agentes, entre eles agentes, representantes dos hospitais e das diversas comunidades. Crédito: Pastoral Diocesana de Saúde

Com o tema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34), que é lema da Campanha da Fraternidade 2020, a coordenação da Pastoral da Saúde CNBB Regional Sul 1, encontrou com agentes diocesanos da sub-região São Paulo. O dia de formação aconteceu no último sábado (25), no Centro de Pastoral, da diocese de Guarulhos.

Representando a coordenação estadual da Pastoral no estado no São Paulo, estavam o assessor Padre João Inácio Mildner, o coordenador José Gimenez e demais membros da coordenação. Contou com a presença de assessores diocesanos da Pastoral da Saúde de Guarulhos, os padres Berardo Graz e Bruno Otenio

Participaram mais de 200 agentes, entre eles representantes de hospitais e das diversas comunidades.

Fazem parte desta sub-região pastoral a Arquidiocese de São Paulo e as dioceses Campo Limpo, Guarulhos, Mogi das Cruzes, Osasco, Santo Amaro, Santo André, Santos e São Miguel Paulista

Agentes diocesanos de saúde posam para foto. Crédito: Pastoral Diocesana de Saúde

Após o café e acolhida, os participantes tiveram um momento de formação com especialistas nas diversas áreas da saúde. O professor Paulo Moura falou sobre a relação do serviço pastoral com a Campanha da Fraternidade 2020, que tem como tema: “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34). Em seguida, o padre “Ticão” falou da segunda dimensão da pastoral da saúde – medicina preventiva. Já o professor Seiti Takahama abordou “A dimensão sócio transformadora da Pastoral da saúde, nas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE) para o quadriênio 2019 – 2023”.

O secretário executivo da CNBB Regional Sul 1, padre Walter Merlugo Júnior, falou da importância da Pastoral de conjunto na Dimensão do Serviço.

O Bispo de Guarulhos, Dom Edmilson Amador Caetano, presidiu a missa de encerramento do encontro

Para o secretário executivo a formação foi produtiva e oportuna para explicar como está organizada a Igreja no Brasil CNBB, através de 18 regionais. O regional Sul 1 é subdividido em Comissões Episcopais para realizar sua ação pastoral. Explicou particularmente da importância e abrangência da Comissão Pastoral para a Ação Sócio transformadora, a qual é composta pelas pastorais sociais e entre elas, está a Pastoral da Saúde. Na Dimensão Sócio Transformadora o padre destacou a importância da Pastoral de conjunto, ao visitar uma pessoa enferma em sua casa, o agente pastoral se depara com outras realidades numa mesma família, como pastorais da criança, Menor, Pessoa Idosa, Sobriedade, carcerária, afro etc. Realidades estas que necessitam de percepção, sensibilidade, acolhimento e encaminhamento as pastorais sociais específicas”, disse.

Além destas palestras, foram identificadas algumas pistas para o trabalho da pastoral. Entre elas, como a pastoral está organizada na diocese e sub-região; Quais as dificuldades encontradas até agora na caminhada da pastoral (preocupações e esperanças); Quais os objetivos para o futuro.

A Pastoral da Saúde encerrou o encontro com a missa presidida pelo bispo de Guarulhos e vice-presidente do Regional Sul 1 da CNBB, dom Edmilson Amador Caetano.

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.