Notícias

Pastoral da Saúde Nacional tem nova coordenação

coordenacao nacional p saude
Nesta foto, da esquerda para direita, Cléia Valory, Antonio Pitos, padre Marcos Paulo, Alex Motta e Marcia Zambin

A Pastoral da Saúde Nacional tem uma nova coordenação. Alex Motta da Diocese de Campos, RJ, assume o cargo no lugar de Sebastião Venâncio.

Entre os dias 5 e 6 de setembro de 2015 a coordenação nacional da Pastoral da Saúde que atua nos Regionais da CNBB, esteve reunida no  Centro Universitário Camiliano, no Ipiranga, em São Paulo (SP), para o XXXIV Congresso de Humanização e Formação da Pastoral da Saúde organizada pelo ICAPS (Instituto Camiliano de Pastoral da Saúde), com a colaboração da Pastoral da Saúde Nacional da CNBB.

Na tarde de sábado (05) no Auditório da Faculdade Camiliana com a presença da coordenação Nacional da Pastoral da Saúde, dos coordenadores dos Regionais da CNBB, das Sub-regiões pastorais, dos coordenadores (arqui) diocesanos e demais visitantes, aconteceu a Assembleia Eletiva da nova coordenação nacional da Pastoral da Saúde para o quadriênio de 2016 a 2020.

Foram apresentadas duas chapas: a Chapa de Sebastião Venâncio (atual coordenador) e a Chapa de Alex Motta.

Toda votação ocorreu num ar tranquilo acompanhada por três Bispos: Dom Antonio Fernando Brochini, Bispo da Diocese de Itumbiara (GO) e referencial escolhido pela CNBB para acompanhar a Pastoral da Saúde Nacional nestes 4 últimos anos; Dom Francisco José Zugliani bispo emérito da Diocese de Amparo e bispo responsável pelo Regional Sul 1 da CNBB, e Dom Roberto Francisco bispo da Diocese de Campos/RJ e quem apresentou a nova chapa.

A eleição foi realizada por meio de cédulas.

A Nova coordenação nacional foi eleita por 27 votos a 23. Sendo assim a nova coordenação é a seguinte: Coordenador Nacional: Alex Motta da Diocese de Campos/RJ, Vice-coordenador: Antonio Pitol da Arquidiocese de Maringá/PR, Secretária: Sebastiana Tibúrcio da Arquidiocese de Vitória da Conquista/BA, Tesoureira: Marcia Zambrin da Arquidiocese de Londrina/PR.

Imediatamente após a eleição foi eleita o conselho fiscal que deverá verificar as contas da nova gestão durante os quatro anos.

 De São Paulo, padre Marcos Paulo Cestare de Souza, Coordenador da Pastoral da Saúde no Sub-Regional Botucatu – CNBB

 

 

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.