Notícias

Partilha de experiências de Paróquias Missionárias marca segundo dia da Assembleia

momento missionarioA 36ª Assembleia das Igrejas Particulares do Regional Sul 1 da CNBB, que se realiza no CEI (Centro de Espiritualidade Inaciana), Itaici, Indaiatuba, SP, teve como destaque deste sábado, 18 de outubro, os debates e reflexões sobre o texto apresentado no primeiro dia pelo expositor dom Júlio Akamine, o Momento Missionário Mariano e a partilha da experiência missionária na Amazônia, através do Projeto Sul 1/Norte 1.

Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues, arcebispo de Sorocaba presidiu a missa na Capela do Mosteiro às 7h, celebrando seus 50 anos de sacerdócio que será comemorado em dezembro de 2014, concelebrando dom Ercílio Turco e dom Paulo Mascarenhas Roxo que também comemoram datas jubilares.

Foram formados 16 grupos de reflexão de textos dos documentos da Igreja: “Lumen Gentium”, “Apostolicam Actuositatem”, “Christifideles Laici”, “Documento de Aparecida”; “Evangelii Gaudium”, “Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil – Doc. 94”, “Comunidade de Comunidade: uma nova paróquia – Doc. 100”, e “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade – Doc. De Estudos 107”, direcionados à vocação e missão dos leigos na Igreja. A experiência pessoal com Jesus, a conversão pessoal e paroquial, a formação de líderes e comunhão pastoral foram mais destacados nos grupos e na plenária. A reflexão nos grupos teve como objetivo partilhar as experiências paroquiais e diocesanas e apresentar propostas para uma ação evangelizadora mais eficaz.

A assembleia participou do Momento Missionário Mariano, dirigido por dom Roque Paloschi, bispo de Roraima, que contou com a Reza do Terço Missionário. O ambiente missionário na Capela foi preparado pelo COMIRE Sul 1. As 20h30, no Auditório Rainha dos Apóstolos, dom Roque Paloschi partilhou experiências da Missão na Amazônia e do Projeto Sul 1/Norte 1, que envia presbíteros e missionários religiosos e leigos para auxiliar na missão e no trabalho pastoral de paróquias na Região Norte 1.

reduzido
Dom Roque: “Os missionários são recebidos com muita alegria”

Caminhos da Missão e Evangelização na Amazônia – Em entrevista ao Regional Sul 1 da CNBB, Dom Roque Paloschi, Bispo de Roraima (RR), considera o projeto de fundamental importância para a evangelização da Amazônia, bem como para a comunhão e solidariedade entre as dioceses que enviam missionários e as dioceses que os recebem. Confira a entrevista na íntegra:

Regional Sul 1: Qual a avaliação que o senhor faz do Projeto Sul 1/Norte 1?
Dom Roque: É um projeto de fundamental importância para a evangelização da Amazônia, bem como para a comunhão e solidariedade entre as dioceses que enviam missionários e as dioceses que os recebem. As dioceses do Regional Sul 1 mostram generosidade e desprendimento, buscando auxiliar as nossas comunidades carentes, onde os nossos padres, em pequeno número e com longas distâncias não conseguem se fazer presentes.

Regional Sul 1: Como é a receptividade das comunidades?
Dom Roque: Os missionários são recebidos com muita alegria. Nossas comunidades são carentes e com a presença dos missionários vivem ainda melhor a fé.

Regional Sul 1: Qual o papel da Igreja junto aos povos indígenas?
Dom Roque:
A Igreja sempre se preocupou com os povos nativos do Brasil, que começaram a ser dizimados e terem suas terras subtraídas desde a colonização portuguesa. Por isso, sempre se coloca em defesa desses povos.

As barragens, as mineradoras e o agro negócio, insuflados pelo capital estrangeiro vão causando grandes danos às nações indígenas, que tem suas terras inundadas ou devastadas, seus rios contaminados pelas mineradoras e barragens e seu povo faminto ou violentado em sua cultura, língua, costumes. A terra e a água são dons de Deus, os indígenas fazem o possível para mantê-las livres da ganância dos exploradores, mas não são respeitados pelo capital e pela ganância.

Os povos indígenas voltam neste século à situação de escravidão que sofreram no passado. São vítimas do poderio econômico.

De Itaici, diácono José Carlos Pascoal.

 

Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.