Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

foto_agNa manhã deste sétimo dia da 52ª Assembleia Geral da CNBB, os bispos tomaram conhecimento da realidade da Teologia no Brasil, os desafios e avanços. Em plenário, o episcopado brasileiro acompanhou a exposição dos trabalhos realizados pela Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da CNBB, composto por cinco bispos, sendo presidida pelo arcebispo de Brasília, dom Sérgio da Rocha.
Uma das atividades organizada pela Comissão foi a reunião com os presidentes de Associações de Teólogos no Brasil.  “No país, temos percebido esse avanço da teologia, como também a pluralidade de discursos teológicos e a diversidade desse campo”, comentou.
Dom Sérgio explicou, ainda, que a teologia tem buscado responder às demandas da ação evangelizadora da Igreja, oferecendo publicações de caráter teológico-pastoral. Entre os desafios, o arcebispo destaca “a necessidade da presença da teologia nas universidades, o diálogo com a ciências da religião e valorização da formação de teólogos”.
Um estudo desenvolvido pela Comissão Teológica Internacional apontou três constatações, entre elas o crescimento da Teologia, seu pluralismo e fragmentação, como também as demandas de evangelização.
Em relação à situação teológica no Brasil, houve maior difusão na produção de conteúdo, porém com necessidade de diálogo e aprofundamento em torno de temas e métodos em vista da corresponsabilidade da teologia na missão evangelizadora da Igreja. “A teologia tem uma contribuição imensa, pois não é possível fazer pastoral sem uma sólida base teológica, com fundamentações adequadas”, disse dom Sérgio.
Avanços
De acordo com dados do relatório apresentado pela Comissão da CNBB, o crescimento da teologia no Brasil pode ser observado no aumento do número de profissionais especializados nos vários campos da teologia e pelo volume de publicações na área. Outro aspecto destacado no estudo refere-se ao pluralismo dos discursos teológicos difundido por meio de Associações e profissionais da teologia.
Dentro das perspectivas, foi identificado a necessidade do fortalecimento e a criação, no Brasil, de centros especializados de estudos nas várias áreas abrangidas pela teologia, na proposta de contribuir para formação sólida de presbíteros, religiosos e leigos.
Fonte: Site da CNBB