Notícias

Novo Bispo de Santo André escreve mensagem pela sua nomeação

“De agora em diante vocês são a minha Igreja e Família, à qual o Senhor me envia para servir como pai e pastor…”, foi assim que o novo Bispo da Diocese de Santo André, Dom Pedro Carlos Cipolini, expressou em sua mensagem aos fiéis diocesanos por ocasião de sua nomeação.
“Em nome de Jesus” (Cl 3,17), venho até vocês amados irmãos e irmãs da Diocese de Santo André, para saudar a todos com um abraço fraterno. Dirijo-me a todos vocês, membros desta Igreja que está nos municípios de Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. Saúdo todas as autoridades constituídas no poder legislativo, judiciário e executivo. Dirijo-me fraternalmente às pessoas de boa vontade, que mesmo não comungando a fé católica, trabalham pelo bem do próximo e construção de uma sociedade justa e fraterna.

Deus sempre nos surpreende, como diz o Papa Francisco. Surpreendeu-me com a nomeação para ser vosso novo Bispo. Com o coração nas mãos quero falar de coração a coração pois, para vós sou bispo mas convosco sou cristão que busca cumprir a missão.

A Diocese de Santo André é querida e destacada na Igreja do Brasil por sua história e atuação em favor do Reino de Deus, na Região Metropolitana da Grande São Paulo, a Região do ABC; Neste local que é por assim dizer o centro industrial de nosso País. Saúdo o Sr. Cardeal Arcebispo e os bispos da Província Eclesiástica de São Paulo e Sub-Regional. São meus irmãos queridos.

A trajetória bonita e atuante, os grandes bispos que por aí passaram, o empenho do presbitério, diáconos, seminaristas, religiosos, religiosas e consagrados inseridos nesta Igreja, e a força da atuação dos cristãos leigos e leigas, discípulos e missionários do Evangelho, testemunham uma Igreja madura nos seus 60 anos de caminhada. Igreja que deve continuar avançando sempre mais, unida e sem medo de lançar as redes em águas mais profundas.

Uma saudação especial aos padres que formam o querido Presbitério: “vós sois testemunhas do sofrimento de Cristo e participantes da glória que vai ser revelada” (1Pd 5,1). Contem comigo, assim como espero poder contar com vocês! Saúdo a todos com afeto de pai, irmão e amigo.

Perante todos vocês, diocesanos, eu venho, “em nome de Jesus”, para amar e servir na função que misteriosamente me foi confiada, não por meus méritos, mas pela infinita graça e misericórdia de Deus. Sei que Deus escolhe o fraco e desprezível, para fazer brilhar unicamente o seu poder. Sinto-me realmente pequeno e limitado, diante da grandiosidade desta Igreja e da missão a realizar. Mas assim como São Paulo, sinto o Senhor dizer-me: “Não tenhas medo…nesta cidade há um povo numeroso que me pertence” (At 18,9).

Enquanto o Sr. Núncio, comunicava-me que o Papa Francisco, a quem saúdo reverente, tinha me nomeado para ser o 5º bispo de Santo André, e encorajava-me a aceitar a missão, supliquei a Deus e senti que, o abandono consciente à sua vontade tem uma força que inspira coragem. Confio no apoio do amado irmão Dom Nelson Westrupp, que impôs as mãos sobre mim na ordenação episcopal, eu o quero muito bem e o saúdo com afeto. Como bispo emérito continuará contando com nosso apoio, carinho e admiração.

Confio na ajuda de todos vocês, irmãs e irmãos leigos que, pelo batismo, são chamados à santidade. Antecipadamente agradeço a caridade que tiverem para comigo.

Venho para amar e servir em nome de Jesus na entrega sincera de minha pobre vida. De agora em diante vocês são a minha Igreja e Família, à qual o Senhor me envia para servir como pai e pastor, minha “família, morada de Deus, edificada sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, do qual é Cristo Jesus a pedra angular” (Ef 2,19-20). Quero ser para todos o amigo certo nas horas incertas, o bom pastor segundo o coração de Cristo Jesus. Me ajudem!

No coração do Evangelho está a mensagem do Reino de Deus: “Só o Reino é absoluto, e faz com que se torne relativo tudo o mais que não se identifica com ele” (Paulo VI – EN 8). Conclamo nossa Igreja para que continue dedicada à missão em favor do Reino, conservando o tesouro da fé recebida dos apóstolos. A Igreja é semente do Reino de justiça, paz e vida para todos (Vat. II – LG 5), ela tem como finalidade, sua implantação. Assim procedendo sabemos que tudo o mais nos será dado por acréscimo (cf. Mt 6,33)

Vamos caminhar juntos pois o amor de Cristo nos uniu. Permaneçamos unidos neste amor e não só reunidos. A união faz a força que vence o mal pelo bem. Aos pobres e sofredores, aos que estão sem esperança, meu carinho e conforto. Em nome de Jesus em nome de Jesus estaremos convosco. Coragem!

Muito me alegrei quando soube ser Nossa Senhora do Carmo padroeira da Catedral. A ela sou consagrado. Tem sido para mim, mãe, protetora e modelo de fé e esperança. Confio a ela minha missão como Bispo de Santo André. Por Maria Deus nos deu o maior tesouro: Jesus, Caminho Verdade e Vida. Que ela interceda por nós.

Ao saudar-vos, já levo a todos no coração. “Peço que lutem comigo nas orações que vocês dirigem a Deus em meu favor” (Rm 15,30). Nos encontraremos dia 26 de julho, um domingo, data já marcada para a posse em comum acordo com Dom Nelson.

Abençoo a todos. Coragem! Que a paz, alegria e a graça do Senhor Jesus Cristo estejam com vocês.

Dom Pedro Carlos Cipollini
Bispo Eleito de Santo André (SP)

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.