Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Durante encontro em Aparecida, Dom Arnaldo Carvalheiro Neto esclarece uso indevido de audiovisual

Vídeo de fala do bispo gravado em 2021 foi resgatado e utilizado fora de contexto como combustível para discussões em pleno tempo de campanha política

 

Na tarde da última sexta-feira, dia 14 de outubro, as redes sociais repercutiram o recorte de um vídeo do atual bispo diocesano de Jundiaí, Dom Arnaldo Carvalheiro Neto que, na época da gravação, em outubro de 2021, exercia seu ministério episcopal em Itapeva.

 

No audiovisual, Dom Arnaldo se pronuncia em desagravo ao Papa Francisco, à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Dom Orlando Brandes, arcebispo metropolitano de Aparecida.

 

Durante a realização da 43ª Assembleia das Igrejas Particulares(AIP), do Regional Sul 1 da CNBB, em Aparecida entre os dias 14 e 16, o bispo de Jundiaí reafirmou a orientação da Conferência Episcopal brasileira no que diz respeito a não utilização da religião como ferramenta de campanha eleitoral. O vídeo em questão, utilizado agora como combustível para discussões polarizadas, foi instrumentalizado fora de contexto e não tem relação alguma com o atual momento das eleições do país.

 

 

Confira aqui a nota oficial da Diocese de Jundiaí sobre o assunto. Nota de Esclarecimento

 

#CNBBSul1 #CNBB #43AIP

 

Fotos: Andréa Rodrigues e André Botelho / Comunicação Regional Sul 1