Com a palavra o Presidente

Natal feliz é Natal com fé

Por Card.Odilo P. Scherer, Arcebispo de São Paulo, Presidente do Regional Sul 1

Queridos irmãos e irmãs:

Celebramos, com toda a Igreja, a solenidade do Natal dentro do Ano da Fé. Nesta ocasião especial, lançamos um olhar de fé sobre o nascimento de Jesus; de fato, este é um grande “mistério da fé”, que acolhemos de modo humilde, reverente e agradecido.

Com Maria, renovamos nossa fé na vontade salvadora de Deus, que quis vir ao encontro da humanidade de maneira tão surpreendente, enviando o Filho eterno, para que nascesse humano por meio de uma mulher; com Maria, cremos que nada é impossível a Deus, mesmo esvaziar-se de sua glória para se submeter às condições da criatura, no tempo e no espaço…

Com José, nós cremos que o filho nascido de Maria não foi concebido nela por obra de homem, mas pela ação do Espírito Santo; por isso, Ele é o Filho do Altíssimo Deus que, por ela, nasce homem e se faz irmão da humanidade. Com José, cremos na misteriosa ação de Deus em Maria, e aprendemos a admirar e amar, tanto mais, a Mãe de Jesus.

Acolhendo o anúncio do anjo aos pastores de Belém, cremos que a glória de Deus está presente na simplicidade da criança que nasceu de Maria, e a quem José deu o nome de Jesus – “Deus salva”; o Filho eterno, desde sempre unido à glória do Pai, se faz pequenino e frágil, para estar próximo de todos e apiedar-se da frágil condição humana, solidário com todos os que são pequeninos e não têm a glória deste mundo..

Com os pastores de Belém, admiramos e nos alegramos, mesmo sem compreender tudo o que vemos; com eles, caímos de joelhos e adoramos o menino; nele reconhecemos o Pastor dos pastores, o Príncipe da paz; como eles, saímos a contar, cheios de fé, o que vimos e ouvimos a respeito do menino.

Com os reis magos, vindos de longe, guiados por uma estrela, nós também nos colocamos a caminho, deixando a comodidade da descrença e do ceticismo, e saímos à procura do Filho do Grande Rei, que nasceu humilde. Com eles, dóceis à voz da consciência e perseverantes, seguimos procurando até achar e, com profundo reconhecimento, nos prostramos diante dele e o adoramos; e lhe oferecemos, como homenagem, a nossa própria vida.

E pedimos que Deus nos livre de ficar indiferentes e descrentes diante do Mistério do Natal, como tantos já ficaram naquele tempo, nada aproveitando do grande presente de amor Deus enviou para todos!

Faço votos que todos tenham um Natal feliz, Natal com fé. Só assim poderemos alegrar-nos verdadeiramente e sentir a paz que o Menino Jesus nos trouxe.

 

Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.