Notícias

Morre o artista plástico Cláudio Pastro

untitled

Um dos maiores nomes da arte sacra no mundo atual, o artista plástico Claudio Pastro morreu na madrugada desta quarta-feira 19, no Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo. Em coma desde o dia 11 de outubro, Claudio teve complicações múltiplas após um AVC com coágulo.

O corpo será velado no Mosteiro Nossa Senhora da Paz, em Itapecerica da Serra (SP). Seu sepultamento acontece hoje, às 16h, no Cemitério do Mosteiro, precedido da Eucaristia em ação de graças por sua vida e ressurreição.

Reconhecido por sua dedicação à arte sacra, principalmente pelo projeto artístico-teológico da Basílica Nacional de Aparecida, que assumiu em 2000, suas obras são reconhecidas internacionalmente, sendo considerado um dos mais importantes artistas sacros em atividade do mundo. Foi dele também a criação da imagem do Cristo Pantokrator (Cristo Evangelizador do Terceiro Milênio) utilizada nas comemorações do Jubileu do Ano 2000, encomendada pelo Vaticano. Seus trabalhos estão espalhados por centenas de igrejas e capelas em diversos países.

Nascido em 1948, o artista dedicou-se ao sagrado desde 1975, tendo estudado na França, Espanha, Itália, México e Brasil. Além disso, lecionou estética e arte sacra, escreveu diversos livros sobre o tema e ainda mantinha um ateliê no bairro de Perdizes, na capital paulista.

Sua obra foi um desdobramento da experiência de Deus como Beleza.

Rezemos ao bom Deus que acolha “em sua casa” este servo bom e fiel! Descanse em Paz!

Com informações Diocese de Jundiaí.

Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.