Arquidioceses e Dioceses Destaques

Monsenhor Manoel é ordenado bispo em Itapetininga

Cerimônia de ordenação ocorreu na manhã deste sábado, em Itapetininga. Foto: Diocese

Na manhã deste sábado, 21, o monsenhor Manoel Ferreira dos Santos Júnior, missionário do Sagrado Coração e Bispo eleito para a Diocese de Registro (SP), foi ordenado pelo bispo de Itapetininga (SP), Dom Gorgônio Alves da Encarnação Neto.

Dom Gorgônio conferiu ao Monsenhor Manoel Ferreira dos Santos Júnior MSC, o Ministério Episcopal. Juntamente com os co-ordenantes Dom José Luiz Bertanha, SVD, bispo emérito de Registro (SP) e, Dom Ricardo Pedro Paglia, MSC, bispo emérito de Pinheiro (MA) e, outros 15 bispos de diversas partes do estado de São Paulo e de outros estados, bem como de religiosos e religiosas; de seminaristas, de autoridades civis e militares e, de muitos familiares do Monsenhor, a missa solene foi cheia de momentos emocionantes.

Além deles, a celebração contou ainda com a presença de alguns padres da Congregação dos Missionários do Sagrado Coração e, de sacerdotes e diáconos desta e de outras dioceses. Destacamos a presença do Superior Provincial dos Missionários, Pe. Edvaldo Rosa de Mendonça e de alguns dos Sacerdotes religiosos que passaram pela vida dos paroquianos do Santuário Nossa Senhora Aparecida do Sul, os padres Air José de Mendonça, Alex Sandro Sudré, Júlio Cesar Machado, Geraldo Alves Cassiano e do atual Vigário, Pe. Sérgio de Jesus Azevedo.

Em torno de 2,5 mil participaram da missa de sagração do segundo Bispo Itapetiningano*. Entre os fieis da diocese e paroquianos do Santuário, várias caravanas de outras cidades e até de outros estados, locais por onde o Monsenhor passou enquanto Sacerdote e Missionário, estiveram presentes. Os Presbíteros e fieis da diocese de Registro marcaram presença também na Missa de Ordenação de seu novo bispo.

Apresentação do eleito – Logo após a proclamação do Evangelho prosseguiu-se o canto do Veni Creator Spiritus (Vem, Espírito Santo) e o Pe. Edvaldo, superior provincial da Congregação, fez a apresentação do bispo eleito a Dom Gorgônio. A bula de nomeação do novo bispo de Registro foi lida para o povo.

Homilia – Em sua homilia, D. Gorgônio fala da grande alegria de celebrar a ordenação do Monsenhor Manoel, um grande presente para a diocese que completou no último dia 19, seus 20 anos de instalação. “Bendizemos a Deus por este dom concretizado na pessoa do Mons. Manoel, escolhido e nomeado pelo Papa Francisco para bispo da Diocese de Registro, nossa vizinha e co-irmã na Província Eclesiástica de Sorocaba”, afirma. Ele recorda ainda o chamado de Deus na vida do monsenhor como “anterior à sua existência e Deus em sua graça te foi moldando em seus desígnios”. Ressaltou o importante papel de seus pais, Diácono Manoel (in memorian) e dona Zilda, que o educaram para a fé e nos valores do Evangelho, incentivando a participação ativa na Igreja.

O bispo de Itapetininga enfatizou ainda o processo formativo do Seminário, seu crescimento e amadurecimento na comunidade religiosa dos Missionários do Sagrado Coração, assim como, de sua experiência pastoral desenvolvidas com amor e dedicação, externados na escolha do lema episcopal “Servir o Senhor com Alegria”.

Para concluir a homilia, o bispo ordenante exortou o Monsenhor a confiar na graça de Deus, assegurou ainda seu apoio e orações e, sua intercessão à Nossa Senhora “para ajuda-lo no esforço interior de conformação com Cristo Bom Pastor e no serviço eclesial”.

Sagração Episcopal – O eleito declara seus propósitos diante do povo e de Dom Gorgônio. Ajoelhados, os bispos e fieis cantam a Ladainha de todos os Santos clamando a intercessão dos santos e santas pela missão do eleito. Após a Ladainha deu-se início ao Rito da Imposição das Mãos, primeiro o bispo ordenante e depois, os demais bispos presentes, em silêncio. Terminada a imposição de mãos, o Evangeliário é sustentado por dois Diáconos sobre a cabeça do eleito; Dom Gorgônio profere em voz alta a Prece de Ordenação conferindo ao eleito o dom do Espírito Santo para a sua missão de bispo: “Enviai agora sobre este eleito a força que de Vós procede, o Espírito Soberano, que destes ao vosso amado Filho, Jesus Cristo, e ele transmitiu aos santos Apóstolos, que fundaram a Igreja em toda a parte, como vosso templo, para glória e perene louvor do vosso nome”.

Logo após, D. Gorgônio ungiu a cabeça do eleito com o óleo do Crisma conferindo sua “especial participação do bispo no sacerdócio de Cristo (vide Pontifical Romano)” e entregou-lhe o livro dos Evangelhos, pois a principal missão do bispo é a pregação da Palavra.

Na sequência, os irmãos do Monsenhor, Donizete e Fátima, entregaram as insígnias episcopais: a mitra, o anel e o báculo. O anel, sinal de fidelidade e pureza de sua fé; a mitra, sinal de esforço na busca da santidade e, báculo, sinal daquele que deve reger, apascentar a Igreja, o rebanho confiado a ele.

Em sinal de acolhida no colégio episcopal, todos os bispos abraçam o agora Dom Manoel, bispo da Diocese de Registro. Terminado os cumprimentos no altar, tem início a liturgia eucarística.

Agradecimentos – Após a comunhão, Dom Manoel percorreu os corredores da Igreja e as tendas em frente ao Santuário conferindo sua benção apostólica aos fieis presentes. Ao retornar para o altar, o novo bispo agradeceu a presença de todos os fieis, das caravanas de outras cidades, dos sacerdotes, diáconos e religiosos e religiosas, seminaristas, familiares, amigos e paroquianos que colaboraram para realizar esta grande celebração.

Agradeceu ainda a presença dos Excelentíssimos Reverendíssimos Bispos da província de Sorocaba: Dom Arnaldo Carvalheiro (bispo de Itapeva), Dom José Moreira de Melo (bispo emérito de Itapeva), Dom José Luiz Bertanha (bispo emérito de Registro), Dom Vicente Costa (bispo de Jundiaí) e de Dom Julio Endi Akamine, Arcebispo de Sorocaba; bem como, de Dom Pedro Luiz Stringhini, presidente do Regional Sul 1 da CNBB e bispo de Mogi das Cruzes; D. Moacir Silva, Arcebispo de Ribeirão Preto; D. Argemiro de Azevedo, bispo de Assis; D. Sérgio Ap. Colombo, bispo de Bragança Paulista; D. Luiz Gonzaga Fechio, bispo de Amparo; D. Luiz Carlos Dias, bispo auxiliar de São Paulo; D. Edson José Oriolo dos Santos, bispo auxiliar de Belo Horizonte; D. Ricardo Pedro Paglia, MSC, bispo emérito de Pinheiro (MA); D. Antonio Carlos Cruz, MSC, bispo de Caicó (RN) e de D. Antonio Carlos Altieri, Arcebispo emérito de Passo Fundo (RS).
A transmissão ao vivo da Missa solene de Ordenação Episcopal de D. Manoel está disponível na fanpage do Santuário.
Clique AQUI para assistir.

Com informações e fotos da Diocese de Itapetininga.

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.