Notícias

Missa em Catedral marca os 24 anos de ordenação episcopal de dom Nelson

dom_nelson_cnbb
Dom Nelson: Um bispo fiel aos designíos de Deus

A Catedral Nossa Se­nhora do Carmo foi o local que reuniu na tarde do domingo – 19 de ju­ho – uma multidão de fiéis agradecidos pelo seu pastor, e um bispo consciente de ter sido fiel aos designíos de Deus. Ali, durante a celebração euca­rística se recordava a data de 24 anos da ordenação episcopal de Dom Nel­son Wes­trupp, scj e o carinho por parte dos diocesanos a este bispo que tanto se doou nestes quase doze anos em que esteve a frente da Diocese de Santo André, pastoreando o povo de Deus das sete cidades do Grande ABC.

Como Dom Nel­son nos ensinou: “Na Igreja de Cristo não há aposentadoria, mas sim vida emérita”. Ao final da missa ao falar com a assembleia disse: “Vivo meu presente de forma apaixonada por Cristo e na esperança no futuro. Não se trata de despedida, mas de agradecimento, um momento de ação de gra­ças. No dia 11 de setembro do ano passado, cele­brei um hino de gratidão à Deus pela Graça da Vida. E por ter completado 75 anos, apresentei minha renún­cia do ofício episcopal, conforme nos pede a Igreja. Fiz de forma consciente com meu dever e com plena serenidade de espírito. E desde, então, aguardava a resposta do Vaticano. Tenho em meu coração que é o Espírito Santo que governa a Igreja, os homens são apenas instrumento. E apenas aguardei”.

Foram belas suas palavras sobre este mo­mento em que está deixando de ser bispo da Diocese de Santo André. “Aos que me perguntam como estou, respondo que reina muita paz em meu co­ra­ção. Continuarei a administrar a Diocese até o próximo domingo, dia 26 de ju­lho, quando meu sucessor será empossado como o quinto bispo da Diocese de Santo André. Nestes quase doze anos de episcopado aprendi muito com cada um dos diocesanos. Vocês me ensinaram a ser bispo. Sei que não consigo conhecer a todos pelo nome, mais saibam que estarão sempre em meu coração e em minhas ora­ções”.

Dom Nelson também nos fez um pedido. “Dia, dia 20 de ju­lho, começa o ano jubilar de minha ordenação episcopal, e o que eu peço de todos é que continuem rezando por mim”.

Carinho do povo – O Se­tor Juven­tude preparou uma bela homenagem ao nosso pastor. Seus integrantes apresentaram uma música feita especialmente para Dom Nelson. Dançaram levando emoção a toda assembleia, principalmente quando cantavam a frase: “Silêncio de profeta fala mais que mil canções”, e “Dando graças à Dom Nel­son pela paz se­meada entre nós”.

O Vi­gá­rio Ge­ral, Pa­dre Ro­berto Ma­ran­gon fa­lou pe­los sa­cer­do­tes. “São mui­tos os ele­men­tos que po­de­riam ser aqui co­lo­ca­dos, mas re­su­mindo em uma pa­la­vra, po­de­mos di­zer: Mi­se­ri­cór­dia. Um sen­ti­mento, uma ver­dade que sem­pre es­teve em seus en­si­na­men­tos, em seu co­ra­ção. Agra­de­ce­mos por este pe­ríodo em que nos pas­to­reou. E agra­de­ce­mos por con­ti­nuar co­nosco nesta sua nova mis­são, um pe­ríodo de des­canso e de re­fle­xão”.

O Diá­cono João La­zaro, ao lado de sua es­posa fa­lou pe­los diá­co­nos. “O se­nhor or­de­nou nes­tes doze anos, 25 diá­co­nos. Saiba que o se­nhor sem­pre foi sem­pre um ras­tro de Deus para to­dos nós. Apren­de­mos muito com esta con­vi­vên­cia onde Per­se­ve­rança e Mi­se­ri­cór­dia são pa­la­vras que sem­pre es­ti­ve­ram em seus en­si­na­men­tos”.

Ro­berto Ver­ta­matti, ao lado de sua es­posa Mi­rian, fa­lou pe­los lei­gos. “É muita res­pon­sa­bi­li­dade fa­lar neste mo­mento. São mui­tos fa­tos mar­can­tes que pas­sam pela nossa mente. Me recordo vi­va­mente do se­gundo Con­gresso Eu­ca­rís­tico, que acon­te­ceu de­baixo de muita chuva, em São Ber­nardo do Campo. Com cer­teza o se­nhor aju­dou muito, a nós lei­gos e aos pres­bí­te­ros em nossa ca­mi­nhada. Nossa pa­la­vra é de gra­ti­dão. Peço que a as­sem­bleia dê uma salva de pal­mas à Dom Nel­son”.

Fatos mar­can­tes – Na missa, no momento da Procissão foram recordados alguns dos fatos marcantes da caminhada de Dom Nelson na Diocese de Santo André, tais como o prédio da Mitra Diocesana, um projeto audacioso que se transformou num sinal visível de Igreja e de Comunhão. Os encontros de Ministros. As Assem­bleias Diocesanas, os três Planos de Pastoral, a criação da Escola Diaconal São Paulo, a criação do Movimento Mães e Madrinhas Orantes pelos Sacerdotes, hoje com 102 grupos, e com a inclusão dos pais e padrinhos, a instalação dos três Santuá­rios e da Basílica Menor, a ação do Movimento em Defesa da Vida e o apoio à vida religiosa, valorizando a vocação consagrada.

En­si­na­men­tos – E por fim os en­si­na­men­tos que Dom Nel­son nos pas­sou em sua ho­mi­lia. Cada uma des­tas fra­ses pos­sui o en­canto de nos fa­zer pes­soas me­lho­res. Guar­de­mos em nos­sos co­ra­ções:

“Não passo de um copo. O que mata a sede é água e não o copo”.

“De­serto é o tempo da in­ti­mi­dade com Deus”.

“De­serto é o tempo para ama­du­re­cer a res­posta adi­ada”.

“No si­lên­cio do de­serto acon­tece a es­cola da fé”.

“O me­lhor cris­tão é aquele que equi­li­bra a ora­ção com a ação”.

Fonte: Site da Diocese de Santo André

Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.