Notícias

Dom Vicente preside Missa de envio do Pe. Osvaldo à Amazônia

reduzida2Na manhã desta segunda-feira (05), foi realizada na Capela da sede Regional Sul 1 da CNBB, a Missa de envio do Missionário padre Osvaldo Vieira Costa à Amazônia.

A Celebração Eucarística foi presidida por Dom Vicente Costa, bispo diocesano de Jundiaí e Presidente do Conselho Missionário Regional (Comire) e do Projeto Missionário Norte 1 – Sul 1

A Missa contou com a presença do cardeal Dom Odilo Scherer, Arcebispo da Arquidiocese de São Paulo e Presidente do Regional Sul 1 da CNBB; do padre Nelson Rosselli Filho, secretário adjunto do Regional e de toda a equipe executiva do Comire.

Em sua homilia, Dom Vicente refletiu a Liturgia do dia, apresentando a figura de Moisés, “A grande figura de Moisés, o intermediário entre Deus e o seu povo, que escuta as queixas do seu povo e procura a conversão, dialogando com Deus, ele procura sempre atender seu povo para que continue a caminhada até a terra prometida. Da mesma forma, muitas vezes, o povo reclama que tem fome de Deus e da sua Palavra. Então, Deus também envia os Moisés da vida, no caso de você Padre Osvaldo de certa maneira você está partindo em missão para saciar a fome daquele povo para o qual deve ser enviado. Nessa primeira leitura eu percebo a grande providencia de Deus. Ele nunca deixa de ajudar, de alimentar e de socorrer seu povo”.

Referindo-se à encíclica Lumen Fidei (A Luz da Fé), sobre a fé, Dom Vicente disse: “às vezes, a luz se faz muito presente, transparente, mas às vezes a luz se apaga, parece que não se faz mais presente. Pe. Osvaldo, você encontrará problemas, dificuldades e saudades, mas nunca se esqueça que apesar dos seus problemas, você está sendo enviado em nome de uma Igreja e que Deus está presente na sua caminhada. Tenha sempre essa fé inabalável, essa fé constante, perseverante da bondade e da providência de Deus, desde que o chamou e você respondeu: Eis me aqui Senhor!”.

Dom Vicente concluiu sua homilia falando sobre o banquete da vida, “Quando Jesus em seu Evangelho, vendo aquela multidão, após ter saciado primeiro seu povo com a Palavra, Jesus sacia a fome, daquela grande quantidade, a partir de cinco pães e dois peixes. Interessante perceber irmãos e irmãs o contraste entre a  mentalidade dos discípulos e o jeito e o agir de Jesus. Os discípulos disseram: Senhor manda embora esse povo para que eles possam também comprar comida? Na cabeça dos discípulos, só o quem tem dinheiro que pode comprar, quem não tem se vira. E a resposta de Jesus: ‘dai-vos vós mesmos de comer’. Não é questão de comprar, não é questão de privilegiar os que tem dinheiro, os que tem recursos, mas ‘dai vós mesmos de comer’ significa que seja partilhado o pouco que vocês tem, com o povo. Assim Deus fará o milagre da multiplicação e da solidariedade. Todos nós, somos chamados a sermos missionários. Pe. Osvaldo hoje, Jesus lhe pede para dar de comer àquele povo, daquilo que você tem e é, mesmo na sua pequenez, na fragilidade da sua pessoa com os poucos recursos que você tem, mas o Senhor Jesus pede que você mesmo dê o que você tem, enfim que você sacia a fome do povo com a sua missão vivida, de forma encarnada, com sua palavra e seu testemunho.

reduzida
“O sacerdócio não é meu, é da Igreja e a Igreja precisa de mim e me coloco sempre a disposição de forma muito livre e tranquila”. disse Pe. Osvaldo

Em seguida, o Cardeal Dom Odilo expressou seus cumprimentos ao novo missionário e desejou proximidade missionária aos mais sofridos e necessitados daquela região amazônica, no cumprimento da sua missão ao serviço do Evangelho.

No final da celebração, o sacerdote, deu um depoimento comovente, “Estou indo muito feliz. A minha resposta, foi fruto do apelo da Igreja da Amazônia à Igreja do Regional Sul 1. Livremente me apresentei, manifestando o meu desejo de ir. O sacerdócio não é meu, é da Igreja e a Igreja precisa de mim e me coloco sempre a disposição de forma muito livre e tranquila, mas principalmente motivado pelo o que o papa Francisco disse: ‘Deixar-se surpreender por Cristo’”.

Padre Osvaldo Vieira Costa – Natural de Euclides da Cunha (BA), 33 anos. Entrou para o Seminário Diocesano em Santo Amaro (SP) em 2002. Cursou Filosofia entre os anos 2002 – 2003 no Instituto São Boaventura de São Paulo (SP). Entre os anos de 2004 e 2007 cursou Teologia no Instituto São Boaventura. No final de 2007 foi ordenado padre, ultimamente é pároco na Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos, na Diocese de Santo Amaro. 

Na Diocese de Santo Amaro, haverá uma missa de envio, no sábado (10), às 15h, na nova Catedral Santa Mãe de Deus. Ele partirá para a Diocese de Alto Solimões no dia 14 de agosto.

reduzida3
Cardeal Dom Odilo e membros da equipe executiva do Comire, com o Pe. Osvaldo Vieira Costa

 Acesse a galeria de fotos http://www.flickr.com/photos/cnbbsul1

Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.