Pastorais e Organismos

Legião de Maria celebra 100 anos de fundação no mundo

O movimento Legião de Maria (Legio Mariae) teve a honra de celebrar os 100 anos da associação internacional no último dia 07 de setembro. Nascida em Dublin na Irlanda, em 1921, a Associação Legião de Maria surgiu a partir da iniciativa do servo de Deus (em processo de beatificação), o leigo Frank Duff.

Na ocasião, foram celebradas de forma marcante esse acontecimento por todo o mundo. A abertura do centenário da Legião de Maria aconteceu, no último dia 3 de setembro, em Dublin, com missa às 19h30 (15h30, no horário de Brasília), na igreja de São Nicolau de Mira. A celebração foi presidida pelo arcebispo de Dublin, dom Dermot Farrell, e teve transmissão on-line.

No Brasil, cada Senatus que constitui a Legião de Maria realizou uma programação específica.

Na ocasião, em sintonia com esse propósito e em comunhão com a Igreja no Brasil e no mundo, o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), do Regional Sul 1, dom Pedro Luiz Stringhini, ao lado de Dom José Negri, bispo de Santo Amaro expressaram seus cumprimentos a esta importante associação mariana da Igreja no Brasil e no mundo e destacaram a importante missão dos legionários.

Confira o vídeo na íntegra: 

Segundo Nelson Sena, coordenador da Legião de Maria no Regional este centenário de atuação da Legião de Maria, “significa continuar o objetivo, a ideia do fundador Frank Duff: Ir ao encontro do próximo e buscar sua santificação, pois essa é a finalidade da Legião”, salientou Nelson.

A Legião de Maria está presente em mais de 180 países e somos mais de 35 milhões de legionários em todo o mundo. De acordo com o coordenador, no Regional Sul 1 da CNBB “somos, em média, 17.680 membros ativos (que atuam ativamente nas comunidades e paróquias), e 60.340 membros auxiliares (que rezam e intercedem pela Legião em vossas casas)”, explica Nelson.

História

Nascida em Dublin na Irlanda, em 1921, a Associação Legião de Maria surgiu a partir da iniciativa do servo de Deus, o leigo católico Frank Duff.

Em 1954 surgiu a Legião de Maria em São Paulo.

A Paróquia de Nossa Senhora da Salette e o Colégio das Cônegas de Santo Agostinho tiveram o privilégio de reunir os primeiros apóstolos de Nossa Senhora.

Já anteriormente em 1952 o Pe. Simon, MS, conseguira permissão para organizar a Legião de Maria dentro de sua paróquia; a Madre Assumpção, C.R, pretendera o mesmo e, alcançada a devida licença, pedira à Enviada Joaquina Lucas que chegasse até São Paulo para instalar oficialmente os primeiros Praesidia.

Dedicaram-se, nos primeiros tempos, ao ensino de catecismo a crianças e adultos, visitas domiciliares e visitas a hospitais para cegas.  Em pouco tempo, estava plantada a Legião de Maria em São Paulo e, sob as bênçãos de Nossa Senhora, iniciava frutuoso apostolado.

A 18 de outubro de 1955, era fundada a Cúria Aparecida (hoje Senatus de São Paulo). A ela estavam filiados dezoito Praesidia; tal número, porém, em menos de um ano duplicou e assim, em maio de 1956 surgiu a nova Curia Mediatrix, com sede no Santuário das Almas, em Ponte Pequena, dirigindo os Praesidia de Santana e vizinhança. Em janeiro de 1957 desmembravam-se da Cúria Aparecida mais alguns Praesidia, os de Vila Formosa e Água Rasa, para constituir a Curia Immaculata.

Em 28 e 29 de Dezembro de 1957 realizou-se, em São Paulo, o primeiro Congresso Legionário destinado especialmente aos legionários da Capital, do interior do Estado e do Paraná.

No dia 21/06/1959, o Concillium Legionis criou em São Paulo, o primeiro Senatus do Brasil e o primeiro, no mundo, em língua portuguesa. No dia 23/08/1959, realizou-se uma cerimônia memorável para o apostolado leigo, com a presença de sei Diretor Espiritual Dom Antônio Maria Alves de Siqueira, de inúmeros sacerdotes, religiosos e legionários.

Menos de 4 anos após a fundação da primeira Cúria, a cidade de São Paulo passou a contar com um Senatus com jurisdição sobre os Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Sul do Mato Grosso e por pouco tempo o sul de Minas Gerais.

Conheça o trabalho da Legião de Maria

A Legião de Maria é um movimento formado por grupos de pessoas, devotas a Nossa Senhora, que trabalham nas diversas pastorais com uma espiritualidade própria. e que se reúnem semanalmente para rezarem e programarem atividades para a semana.

As principais atividades características da Legião de Maria são: Visitas aos doentes, aos idosos, aos hospitais, às famílias, etc. Trabalham também nas diversas formas de catequese e eventualmente na liturgia, como também na novena de Natal e encontros das Campanhas da Fraternidade.

As atividades da Legião de Maria são feitas a partir de duplas, com muita ordem, com muita disciplina e pontualidade, que são suas principais características. Estes grupos estão ligados entre si por um Conselho maior, chamado Cúria, que orienta os grupos e recebe o relatório de suas atividades. Estes Conselhos, por sua vez estão ligados a um outro maior, (Comittium ou Senatus) que por sua vez está ligado ao Conselho superior na Irlanda onde a Legião de Maria nasceu.

Assessoria de Comunicação do Regional

[email protected]

Colaboração: Mariana Ferigato , Pascom Paróquia São José de Vila Zelina

 

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.