Notícias

Jovem da diocese participa de missão na Amazônia

DSC_0322
Mariane Almeida (ao centro) passou a Semana Santa em missão

“Você quer participar de uma missão durante a Semana Santa na Amazônia?” Este convite chegou em plena Quaresma na caixa de e-mails da jovem Mariane Almeida, da diocese de São José dos Campos, da Paróquia Nossa Senhora da Soledade, . Ela inscreveu-se, por meio do site dos Jovens Conectados, em 2014, no projeto “Missão Jovem na Amazônia”, uma ação da Comissão Episcopal para a juventude da CNBB. Na época, a comissão recebeu quase 3 mil inscrições. Foi o gesto concreto pós Jornada Mundial da Juventude, realizada em 2013, proposto pela Comissão, um claro convite aos jovens para vivenciar o tema da JMJ do Rio de Janeiro: Sejam Missionários. E foi justamente após a JMJ que o desejo de ser missionária brotou em Mariane e a impeliu a se inscrever no projeto.

Mariane foi chamada para participar da “Páscoa Missionária”, realizada pela Congregação dos Salesianos de Dom Bosco, em Manaus. “Ao receber o e-mail com o convite para fazer parte da Missão, eu reafirmei o desejo em ser missionária e fui uma das selecionadas dentre oito jovens dos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo”, conta Mariane. Mais 70 missionários de Manaus também participaram das missões.

PÁSCOA MISSIONÁRIA – Este projeto acontece há alguns anos na Arquidiocese de Manaus e leva jovens missionários aos lugares mais distantes da Amazônia para que as comunidades Ribeirinhas possam passar o Tríduo Pascal em unidade, mesmo sem a presença do sacerdote na festividade mais importante de nossa Igreja.

A chegada dos missionários de outros Estados em Manaus aconteceu nos dias 21 e 22 de março (segunda e terça-feira Santa). Nos dois primeiros dias, os jovens missionários ficaram em Manaus e fizeram um reconhecimento da cidade, conhecendo a realidade urbana desde a parte central e também as realidades mais periféricas da cidade. No dia 23, houve uma formação sobre missiologia na qual cada um pode compreender melhor sobre o trabalho a ser realizado.

POVO DE FÉ – Todos os missionários se encontraram no dia 24 e partiram para as comunidades. Mariane foi para uma comunidade Ribeirinha chamada Ubim e lá, com mais três missionários, ajudou na organização litúrgica das celebrações e também incentivando as pessoas a se engajarem cada vez mais nas celebrações e na comunidade.

Para Mariane participar da Semana Santa na Amazônia foi uma experiência muito rica, especialmente, no que toca a parte celebrativa.  “Foi triste ver aquela realidade em que as comunidades têm a presença do padre apenas de três em três meses ou até com mais meses de intervalo. Em contrapartida, foi muito bom ver que, apesar disso, o povo tem muita fé e faz questão de participar das celebrações, ainda que sem a presença do padre, ainda que de maneira mais simples e com tantas dificuldades. Nesta época, o rio está baixo e existe muita vegetação na água o que dificulta muito a locomoção das comunidades Ribeirinhas para as capelas”, conta. Para Mariane, a fé do povo foi um marco importante e lhe trouxe lições que disse jamais esquecer.

“Penso que às vezes temos tanta oportunidade de participarmos ativamente dos sacramentos como os da Penitência e da própria Eucaristia e não damos valor. Os Ribeirinhos, porém, dão um valor imenso para todos os momentos e isso mostra o quanto ainda precisamos evoluir em nossa fé” conclui a jovem.

Fonte: Ana Lúcia Zombardi, São José dos Campos – SP. crédito: Arquivo pessoal

Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.