Notícias

IAM é apresentada aos párocos na Diocese de São Miguel Paulista

IAM_apresentada_aos_parócos (1)_reduzidaDurante o mês de março, a coordenação da Infância e Adolescência Missionária (IAM) da Diocese de São Miguel Paulista, em São Paulo (SP), tem visitado diversas paróquias para apresentar o trabalho da Obra e iniciar o processo de implantação.

Para este momento, o bispo diocesano, Dom Manuel Parrado Carral, escreveu uma mensagem de apresentação que é entregue a cada pároco no momento da visita. “Meu coração de pastor desta Igreja Particular se alegra e agradece pelo acolhimento, incentivo e apoio que a Infância e Adolescência Missionária (IAM) recebe em algumas paróquias. Mas podemos fazer mais pela Igreja e pelas crianças. As crianças são importantes, mas, temos que ajudá-las a expressar esta importância com atos concretos, fazendo-as missionárias na sua respectiva comunidade e realidade.”, destaca o bispo diocesano.

“Estou feliz pelo contato, há tempos queremos implantar a Infância Missionária e essa visita foi providencial. Conheci o trabalho da Obra enquanto estive na Diocese de Porto Nacional (TO) e vi, na prática, o protagonismo das crianças e adolescentes.”, informou padre Marcos Moreira dos Santos, pároco da Paróquia de Santo Agostinho, do Setor Itaquera. Na paróquia, três casais e uma religiosa formam a equipe de assessores responsáveis pela implantação da IAM.

Segundo o coordenador diocesano, Felipe Gonçalves, a iniciativa é inédita e o desafio está sendo grande, pois “além das visitas, é preciso acompanhar a implantação em cada paróquia. Estamos nos adaptando à realidade de cada comunidade, assim, vamos apresentar a Obra nas reuniões de conselho, em encontros de animação e celebrações. Além disso, estamos preparando um encontro diocesano de formação para os novos assessores.”, afirmou o coordenador.

Em duas semanas, oito paróquias já foram visitadas. As visitas continuarão, de forma mais intensa, durante o mês de março e no restante do ano conforme o interesse das paróquias e comunidades.

IAM participa da abertura da Campanha da Fraternidade na Diocese de São Miguel Paulista – Como é tradicional, no primeiro domingo da quaresma, 09 de março, a Diocese de São Miguel Paulista, em São Paulo (SP), realizou a abertura da Campanha da Fraternidade de 2014. Em clima de oração e grande participação, a celebração da Palavra, realizada na Catedral de São Miguel Arcanjo, foi presidida por Dom Manuel Parrado Carral e teve a participação de um grande número de padres, diáconos, seminaristas, religiosas e todo o povo de Deus vindo das diversas comunidades. Durante a celebração, a Infância e Adolescência Missionária (IAM) realizou uma apresentação que refletiu o lema da Campanha da Fraternidade: “É para liberdade que Cristo nos libertou”.

As crianças e jovens apresentaram dados sobre a exploração sexual, trabalho infantil e o tráfico de órgãos. “Ver uma criança com uma arma na mão, uma jovem prostituída ou um família traficada são cenas fortes, mas, infelizmente são dados reais. É uma realidade que precisa ser discutida.”, expressou padre Geraldo Antonio Rodrigues, pároco da Catedral de São Miguel Arcanjo. “Emocionante foi ver Jesus, revoltado como na passagem que destrói o comércio no templo, arrancando as correntes das vítimas do tráfico. A apresentação foi bem conduzida e emocionaram os presentes.”, continuou o sacerdote.

Em sua homilia, o bispo diocesano destacou o sentido da quaresma como tempo de intensa oração, de jejum e de caridade. Lembrou que, nesta quaresma, através da Campanha da Fraternidade a Igreja chama a atenção para a realidade de tantas pessoas que humanamente fragilizadas se tornam vítimas do tráfico humano para o trabalho escravo, a exploração sexual, a extração de órgãos e a adoção ilegal. “No Brasil de hoje, são mais conhecidas as formas do tráfico humano no tocante à exploração de mulheres, crianças e adolescentes no mercado do sexo e a exploração de trabalhadores escravizados em atividades produtivas. Tudo isso se constitui em desafios para nossa vida de fé. É Jesus Cristo que é profanado na vida desses nossos irmãos e como batizados, temos a obrigação de agir de forma curativa e preventiva.”, destacou o bispo diocesano.

abertura_campanha_da_fraternidade (2)_reduzida

 

De São Miguel Paulista, Rodrigo A. Piatezzi

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.