Comissões Episcopais Pastorais Eleições 2020

“Há urgência de que cristãs e cristãos leigos ocupem com consciência os espaços de atuação política”, afirma Pastoral Fé e Política

Em seu segundo comunicado a respeito das Eleições Municipais 2020, o Regional Sul 1 da CNBB, por meio da Pastoral Fé e Política, incentiva que “é primordial, de ‘urgência urgentíssima’, resgatar e requalificar o espaço político, tão avacalhado com as notícias de corrupção e descaso dos maus políticos. Os partidos, as câmaras municipais e prefeituras não são espaços para abrigar ou esconder políticos corruptos, mas sim, lugares de pessoas honestas, altivas, preparadas e comprometidas com o bem comum. Há urgência de que cristãs e cristãos leigos ocupem com consciência os espaços de atuação política, levando para esses ambientes os princípios dos Evangelhos, os modos de atuação dos seguidores de Jesus Cristo e as bases da Doutrina Social da Igreja”.

O texto esclarece ainda que “outro problema a ser enfrentado no processo político é a superação do racismo, do machismo e de todas as formas de preconceito e discriminação. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres negras são menos de 1% na Câmara dos Deputados: dos 513 parlamentares, 52 são mulheres, sendo apenas 7 mulheres negras. No estado de São Paulo, dos atuais 94 parlamentares da Assembleia Legislativa, somente quatro são negros (homens e mulheres), ou seja, o equivalente a 4,2% dos eleitos, realidades ainda mais acentuadas nas Câmaras Municipais. Nesse sentido, é fundamental elegermos candidatas mulheres e candidatas(os) negras(os), tão sub-representadas(os) para a superação das realidades do machismo e do racismo na política.

Veja a íntegra do SEGUNDO COMUNICADO, anexo em PDF. aqui

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.