Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

DSCF0932bA Paróquia Sagrada Família, a Matriz de São Caetano, na Diocese de Santo André, SP, recebeu entre os dias 6 e 9 de setembro, o Seminário Nacional de Iniciação à Vida Cristã, organizado pela Comissão Episcopal Pastoral para Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O evento contou com mais de 200 participantes, incluindo dez bispos, 40 sacerdotes, religiosos e leigos, vindo de diversas partes do País.
Com o lema “Quanto a nós, não podemos deixar de falar sobre o que vimos e ouvimos” (Atos 4,20), o Seminário buscou estimular a prática de uma catequese mais dinâmica, participativa, sendo a base o itinerário catequético com inspiração catecumenal. O encontro contou com oficinas e momentos celebrativos e de oração, a partilha de experiências concretas de iniciação à vida cristã e o lançamento do livro Itinerário Catequético.
Para o arcebispo de Pelotas e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética, Dom Jacinto Bergmann, o evento serviu para celebrar a caminhada da iniciação da vida cristã pelo Brasil. “É um seminário muito importante para a Igreja no Brasil. Cada vez mais a iniciação da vida cristã está sendo um consenso em todas as igrejas particulares. A Igreja primitiva fez uma verdadeira iniciação à vida cristã, onde a experiência de Jesus Cristo é forte e, a partir desta experiência em Jesus Cristo, se tornam cristãos. Não tornamos alguém cristão só batizando, precisa ser iniciado. O batismo faz parte desta caminhada. Os primeiros cristãos chamavam isso de processo catecumenal e nós estamos falando de inspiração catecumanal”, explicou Bergmann.
O bispo de Santo André, Dom Nelson Westrupp, scj, que recebeu os participantes do Seminário no primeiro dia do encontro, quinta-feira (6), ressaltou a importância do Encontro em São Caetano para a Igreja. “Esse seminário quer ser uma ocasião em aprofundar esse processo de Iniciação à Vida Cristã, implantar em todas as nossas igrejas e em todas nossas dioceses. É um caminho longo porque exige mudança de mentalidade e atenção, principalmente da parte do clero, e exige estudo, aprofundamento, conhecimento, e depois assumir e verificar que na prática leva as pessoas uma vivência muito mais sólida da fé e do próprio batismo”, destacou Dom Nelson.
Pe. Jordélio Siles Ledo, CSS, pároco da Sagrada Família, enalteceu que o objetivo do encontro é criar uma linguagem mais unificada. “O itinerário de iniciação à vida cristã prega uma catequese vivencial, orante e mais interativa. É uma catequese mistagógica, que quer inserir o catequizando no mistério de Cristo”.
Presente no Seminário no sábado (8), o cardeal arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer, ressaltou que todos precisam dar um salto de qualidade.  “Temos muito que caminhar ainda, temos que ter uma nova percepção, voltar à base da fé. Precisamos realizar um trabalho catequético diferente para que no futuro tenhamos frutos melhores”.
Organização – Anfitriã do evento, a Paróquia Sagrada Família deu toda a estrutura aos participantes, que também elogiaram a organização. Foram várias equipes da Matriz que contribuíram para que tudo acontecesse dentro do planejado. “É uma missão complicada e o trabalho foi difícil porque é uma missão bem séria, mas se tornou leve quando montamos uma equipe com 60 pessoas. Com trabalho em equipe, tudo é possível”, frisou Pe. Jordélio. Segundo o assessor nacional Animação Bíblico-Catequética, Pe. Décio Walker, o encontro superou as expectativas. “Realizamos um trabalho aqui muito intenso. Foi tudo bem feito. E saímos muito animados porque notamos que tem muita gente neste barco”, disse o sacerdote. O Seminário foi encerrado no domingo com a Santa Missa presidida por Dom Jacinto Bergmann e co-celebrada pelos outros bispos e sacerdotes que participaram do Encontro.
DSCF0944b
De São Bernardo, Humberto Pastore, Assessoria Diocesana de Imprensa de Santo André