Amanhã, dia 30, acontecerá a Vigília ecumênica de oração, na Praça São Pedro, presidida pelo Papa Francisco, com a presença do patriarca ecumênico de Constantinopla, Bartolomeu I; do arcebispo de Cantuária, Justin Welby; e de muitos outros responsáveis de Igrejas, bem como de milhares de cristãos de diferentes confissões.

O momento oracional será uma oportunidade em que a Igreja Católica confiará ao Espírito Santo os esforços daXVI Assembleia Geral Ordinária do Sínodo, que acontecerá entre os próximos dias 4 e 23 de outubro, em Roma, e que tem como tema Para uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão.

Em atitude de comunhão, e também de escuta da Palavra afim de que o Espírito Santo seja o grande protagonista dos trabalhos sinodais, como tem insistido o Papa Francisco, a Diocese de Marília, no interior de São Paulo, elaborou um roteiro de oração para que os fiéis das 65 paróquias estejam em sintonia de fé e de unidade eclesial.

“Queremos nos unir, enquanto povo de Deus, em oração pelo Sínodo”, destacou o bispo diocesano, Dom Luiz Antonio Cipolini, que no último sábado, dia 23, durante a realização da 46ª edição da Assembleia Diocesana de Pastoral, entregou o impresso aos fiéis representantes das paróquias, pastorais, movimentos, organismos e serviços eclesiais presentes na Diocese de Marília.

A edição física do Subsídio de Oração entregue ao clero e às lideranças pastorais contém um roteiro de Adoração ao Santíssimo Sacramento e um guia para a recitação dos mistérios gozosos do Terço mariano. Segundo o Pe. Marcos Roberto Cesário da Silva, coordenador diocesano de pastoral, a iniciativa expressa a unidade eclesial que se preparar para a Assembleia Sinodal e, ao mesmo tempo, “motiva a Igreja Particular de Marília a se colocar em vigília pelo bom êxito do processo sinodal”, disse.

“Todos nós fomos ouvidos na fase diocesana do Sínodo e, agora, mais do que nunca, vamos expressar nossa comunhão com a Igreja por meio de nossa oração comunitária, num esforço coletivo, para buscar sempre caminhar juntos, como Igreja que somos, explicou a coordenadora do Conselho Diocesano de Pastoral, a catequista Rosa Fernanda Gutierres Castanha.

A proposta é que manual de oração pelo Sínodo seja utilizado em momentos comunitários neste final de semana, em sintonia com o Papa Francisco, também em Vigília na Praça de São Pedro.




Fotos: Rita de Cássia Eves | Pascom Santuário Diocesano São José