Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

No dia 26 de julho de 2022, dia da Padroeira Diocesana, Senhora Sant’Ana nosso bispo Dom Arnaldo durante a Santa Missa fez a instalação da Comissão Diocesana Justiça e Paz – CDJP.

A Comissão Justiça e Paz nasceu, no Brasil, como uma extensão da Comissão criada em Roma após o Concílio Vaticano II que indicou “muito oportuna a criação de um organismo da Igreja universal, com o fim de despertar a comunidade dos católicos para que promovam o progresso das regiões indigentes e a justiça social entre as nações”.

A CDJP assenta sobre o compromisso fundamental da construção da Paz entre os seres humanos, especialmente em nosso país. Reconhece, ao mesmo tempo, que a Paz ilumina os seres humanos, enquanto peregrinos na Terra, como uma Utopia. Mas é uma utopia a cuja luz deverão ser vistas e projetadas as indispensáveis ações do cristão na busca incessante dessa meta, a cada momento, em cada lugar – como e onde quer que ele se situe.

Em sua homilia Dom Arnaldo citou o Bom Pastor e as Bem Aventuranças para chamar atenção para o cuidado com os mais necessitados. “Jesus, o Bom Pastor, a face humana de Deus. Senhor que habita em nosso coração e no coração da igreja. Nós podemos escuta-lo ouvindo sua palavra e nos alimentando Dele na Eucaristia. Este grupo formado se espelha no Senhor dos pequenos. Jesus que foi morto por proteger os necessitados. Foi perseguido por querer um mundo melhor para os excluídos. Confio a eles o diálogo com o poder público e as instâncias que cuidam do bem comum. Vocês nunca estarão sozinhos.” finalizou Arnaldo.

A comissão é formada pelos leigos: Geraldo Tadeu dos Santos, Isabelle Teixeira, Tiago Souza, Lucas Lopes, Thaís Reichert, Monica Macedo, Sandro Oliveira, João Lúcio dos Santos Neto, Alessandra Serafim, Giane Ferraz, Carlos Eduardo da Silva e Katia Camargo.

A instalação da CDJP foi o último ato episcopal do bispo Dom Arnaldo que se despede da diocese nesta segunda-feira 01/08 em partida para Jundiaí, sua nova diocese.