Pastorais e Organismos

CPT fará lançamento regional do Relatório de Conflitos no Campo Brasil

No dia 12 de agosto, a Comissão Pastoral da Terra – CPT Regional Sul 1, fará o lançamento da publicação anual da CPT:  Conflitos no Campo Brasil 2020.

É a 35° edição do relatório que reúne os dados sobre os conflitos e violências sofridas pelas trabalhadoras e trabalhadores do campo brasileiro, povos tradicionais, bem como indígenas, quilombolas, e demais povos tradicionais do campo, das águas e das florestas.

Nesta publicação, a CPT revela o maior número de conflitos por terra, de invasões de territórios e de assassinatos em disputas pela água já registrados. O lançamento que será transmitido pelo facebook oficial da CPT-SP, fará memória de Margarida Maria Alves, de Alagoa Grande, na Paraíba, assassinada em 12 de agosto de 1983, há exatos 38 anos, por fazendeiros da região.

Segundo o relatório, “nesse ano foram mortas 4 pessoas em conflitos pela água, maior número já registrado nesse tipo de conflitos, e todas foram vítimas do mesmo crime, que ficou conhecido como Massacre do Rio Abacaxis, no Amazonas. Além disso, o contexto político somado ao grave momento pandêmico que vivemos evidenciou a fragilização a que os trabalhadores e trabalhadoras estão expostos. Essa realidade ficou clara com o aumento dos conflitos trabalhistas, 96 ocorrências, o maior número em 6 anos. Estavam 1.104 trabalhadores e trabalhadoras nessas ocorrências, um aumento de 25% em relação ao ano de 2019.

O documento ainda aponta os dados gerais de conflitos no campo, revelando que o número de ocorrências passou de 1.903 em 2019, para 2.054 em 2020, um aumento de 8%. Esse é o maior número de ocorrências de conflitos no campo já registrado pela CPT, desde 1985. O número de pessoas envolvidas nesses conflitos passou de 898.635 em 2019, para 914.144 em 2020, um aumento de quase 2%.

De acordo com Andrelina Vieira Quinto, da coordenação estadual regional da CPT-SP, “os dados gerais do Relatório no estado de São Paulo, quando analisamos, os números apontam 42 conflitos no campo por terra, trabalho escravo e conflitos por água, sendo  7.125 pessoas atingidas”.

A Live poderá ser acompanhada pela página da CPT Regional  no facebook ou pela página da CPT Nacional a partir das 19h30: facebook.com/cptsp

Da Redação, com informações da Comissão Pastoral da Terra

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.