Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Na segunda-feira, 14, foram recordados os 4 anos do falecimento de Dom Paulo Evaristo Arns.
“Dom Paulo assumiu com a vida o compromisso com a construção do Reino, na luta pela dignidade humana e na defesa dos Direitos Humanos. Sua história e suas lições agora seguem ecoando na missão da Comissão Justiça e Paz do Regional Sul  1”, manifestou a Comissão nesta segunda-feira (14), em suas Redes sociais.
Eis o texto.
“Teu sol não se apagará…”
Hoje recordamos a Páscoa de Dom Paulo Evaristo Arns. O profeta da esperança!
A Comissão Justiça e paz da Arquidiocese de São Paulo foi criada por iniciativa de Dom Paulo. Ela tornou-se um símbolo de resistência contra o arbítrio e violação dos direitos humanos pela ditadura militar, uma luta incansável amparando centenas de presos políticos e seus familiares.
Segundo Dom Paulo na época, “a Comissão nasceu em tempos terríveis e por causa desses tempos terríveis. Sobreviveu e cresceu pela invenção contínua da coragem e da fé- fundamento do que se espera, certeza do que não se vê”.
Dom Paulo assumiu com a vida o compromisso com a construção do Reino, na luta pela dignidade humana e na defesa dos direitos humanos. Sua história e suas lições agora seguem ecoando na missão da Comissão Justiça e paz do Regional Sul 1.
Aqui nossa gratidão pela vida de Dom Paulo Evaristo Arns. Vamos seguir “De esperança, em esperança” na luta para que todos tenham vida e vida em abundância!
14 de dezembro de 2020.