Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

diamparoFazer as pessoas tomarem posse do seu batismo e reconhecerem que são missionárias é um dos desafios dos Conselhos Missionários Diocesanos (Comidi). No sábado dia 4 de junho, representantes das dioceses de Amparo, Bragança Paulista, Limeira e Campinas se reuniram na Paróquia de São Sebastião, em Amparo/SP, para uma reunião que contou com a participação de membros do Conselho Missionário Regional (Comire) do Regional Sul 1 da CNBB, que compreende o estado de São Paulo.

Um dos assuntos da reunião foi o andamento da segunda turma da Escola Missionária do Sub-Regional Campinas, que acontece na cidade de Bragança Paulista/SP. O curso é uma das importantes realizações e desejo das dioceses e conta com aproximadamente 85 alunos e tem grande incentivos dos bispos.

“A primeira turma aconteceu em Monte Mor, agora, em Bragança. Temos a intenção de a cada ano a Escola funcionar em uma das dioceses da região, sendo itinerante e possibilitando que os interessados possam fazer o curso”, conta a coordenadora, Ir. Sonia Sala.

Para César Henrique de Campos, do Comire e do Centro Missionário de São Paulo, um dos novos projetos é formar articuladores para melhor divulgação das atividades nas sub-regiões do estado. “Esses articulares passarão por uma formação e percorrerão as paróquias das dioceses para que todos possam se engajar nas missões da Igreja”, conta Campos.

Possibilitar que as pessoas estejam a serviço dos irmãos e testemunhem suas experiências de fé pelo mundo é desejo e atividades dos conselhos missionários. “A criação de cenáculos missionários, grupos que amparam com orações e recursos as missões, é uma das diretrizes da ação evangelizadora da Igreja no Brasil e incentivada desde o Papa São João Paulo II”, conta o responsável pela Obra dos Cenáculos Missionários em São Paulo, Pe. José Stella Narduolo, MCCJ.

crédito da foto: César Henrique de Campos