Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

No período de 18 a 22 de julho de 2023, o 15º Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) foi realizado em Rondonópolis, reunindo um total de 1500 participantes vindos de todos os Regionais do Brasil, além de convidados da América Latina e Europa. Cerca de 50 bispos também estiveram presentes, incluindo figuras importantes como o bispo diocesano de Rondonópolis-Guiratinga, Dom Maurício Jardim, o presidente da CNBB e do CELAM, Dom Jaime Spengler, o cardeal Leonardo Steiner, além de Dom José Benedito Cardoso, bispo referencial das CEBs do Regional Sul I, e outros bispos importantes como Dom Reginaldo Andrietta, bispo de Jales, e Dom Luiz Gonzaga Fechio, bispo de Amparo, todos representando o Regional Sul I.

O tema do encontro foi “CEBs: Igreja em saída na busca de vida plena para todos e todas”, e o lema escolhido foi inspirado na passagem bíblica de Isaías 65,17: “Vejam, eu vou criar novo céu e uma nova Terra”. Durante o evento, foram realizados diversos momentos celebrativos, uma noite cultural com o Show de Zé Vicente, além de caminhadas dos mártires e plenárias, onde temas relevantes foram debatidos em blocos temáticos e espaços chamados biomas. Entre os assuntos abordados estavam o poder e a sinodalidade na vida da Igreja, a economia de Francisco e Clara, a dimensão político-social, a ecologia integral e a educação.

 

 

A presença e participação dos povos indígenas durante todos os dias do encontro foram notáveis e significativas. No final do evento, foram apontados compromissos e desafios relacionados à juventude, ao cuidado com a casa comum, à sinodalidade e ao incentivo aos círculos bíblicos, à formação de fé-vida, ao ecumenismo e diálogo, e à promoção da diversidade e pluralidade, contrapondo-se à lógica de poder e clericalismo.

 

 

 

Destaca-se que os bispos presentes se uniram para escrever uma carta à CNBB, reforçando a importância das CEBs na vida da Igreja como uma experiência pós-Concílio Vaticano II e uma expressão autêntica da Igreja em saída, enraizada na experiência eclesial da América Latina e do Caribe. Também foram aprovadas cartas para o Papa e para a CNBB, assim como moções contra o Marco Temporal, entre outros assuntos relevantes.

 

 

Foi enfatizado pelo bispo diocesano de Rondonópolis-Guiratinga a intensa sintonia das CEBs e do Intereclesial com o Papa Francisco, sendo sua presença marcante durante o evento, como se estivesse presente de forma simbólica nos temas discutidos. O Papa enviou uma mensagem motivadora ao Intereclesial, reforçando a importância das CEBs como uma experiência autêntica de Igreja em saída, inclusive fornecendo ajuda financeira para a realização do encontro.

 

Dom Gabrieli Marchesi, bispo referencial das CEBs na CNBB, fortaleceu a ideia de que a presença significativa de bispos e padres no evento demonstra o apoio e a parceria desses pastores com as CEBs, encorajando a continuidade do trabalho.

 

 

 

 

 

 

 

 

Após a indicação dos regionais, foi anunciado que o 16º Intereclesial será realizado na Diocese de Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo, pertencente ao Regional Leste 3 da CNBB.

Confira as demais fotos enviadas pela CEBs Sul 1