Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp


Convidado para este simpósio foi o professor Dr. Pe. Eduardo Calandro, atualmente membro do Grupo de Reflexão Bíblico-Catequética da CNBB Nacional, GREBICAT.
A Equipe de Catequese Inclusiva, ligada à Comissão de Animação Bíblico-Catequética do Regional Sul 1 da CNBB, em parceria com a Pascom e o Movimento Efata (Diocese de Marília), realizou, na tarde deste sábado (26/09), o seu III Simpósio 2020, através do canal da rede social do Regional Sul 1 da CNBB (Facebook e Youtube).
Responsável pela abertura das transmissões, padre Alexander Silva, assessor e membro da Equipe de Catequese Inclusiva, mencionou “que a novidade da Catequese Inclusiva trouxe às comunidades grandes reflexões. Assim como, a abordagem desse tema focado pelo assessor do III Simpósio. Nossas maiores preocupações são a acolhida e a acessibilidade, necessárias para uma autêntica inclusão. Com o Advento da Pandemia muitas paroquias passaram a transmitir missas, mas o deficiente visual e o deficiente auditivo de nossas comunidades paroquiais foram incluídos? Esta preocupação norteou o planejamento do III Simpósio de Catequese Inclusiva. E esperamos que em 2021 possamos retomar reuniões presenciais para maiores reflexões”.
Na abertura do congresso, dom Milton Kenan Júnior, bispo de Barretos e Referencial da Comissão de Animação Bíblico-Catequética do Regional Sul 1 da CNBB, deixou uma mensagem de entusiasmo para os congressistas.   “Que Deus na sua bondade, possa abençoar nosso trabalho e que este congresso seja bastante frutuoso para renovar em nós o entusiasmo e a criatividade em torno da inclusão de todos no Projeto Evangelizar”.
A transmissão foi acompanhada também pelo padre Marcelo Machado, coordenador estadual da Comissão de Animação Bíblico-Catequética do Regional Sul 1, além de membros desta comissão oriundos das sub-regiões, diversos catequistas e outros leigos.
Convidado para a exposição do tema deste simpósio foi o padre Eduardo Calandro, Doutor em Teologia Pastoral pela PUC-RIO, Mestre em Psicologia pela PUC-Goiás, especialista em Pedagogia Catequética, Psicopedagogia e Parapsicopedagogia. Ele integra o Grupo de Reflexão Bíblico-Catequética da CNBB Nacional (GREBICAT).
O padre Eduardo Calandro ministrou a palestra: “Catequese Inclusiva em tempos de maior aproximação digital”. Segundo o assessor, a catequese inclusiva na missão da Igreja tem três palavras-chaves: Igreja, Missão e catequese inclusiva. Baseado neste tripé, o assessor destacou: a necessidade da catequese inclusiva; inclusão e era digital; os desafios e possibilidades quando pensamos a catequese inclusiva em tempos de maior aproximação digital.
Padre Eduardo relatou ainda que, cinco pontos são fundamentais para ocorrer de fato uma catequese inclusiva na perspectiva da eficácia da evangelização: “compreender os conceitos fundamentais da deficiência; acolher a pessoa com deficiência; favorecer a inclusão da pessoa com deficiência na comunidade eclesial; superar preconceito em relação à pessoa com deficiência; adequar a catequese e o Itinerário de iniciação à vida cristã com inspiração na pessoa com deficiência”, enfatiza. Logo após a exposição dessas temáticas pelo assessor, o Simpósio prosseguiu com perguntas sobre a temática da acessibilidade na catequese.
Vanilda Silveira, da Diocese de Votuporanga, que acompanhou o simpósio, comentou que “diante do momento em que estamos vivendo, somos chamados a criar formas para estarmos juntos com nossos catequizandos. A Igreja missionária, em saída, precisa estar atenta às necessidades desses irmãos e irmãs com deficiência. A catequese precisa acontecer a partir de nossa presença, não só física, mas também digital, e assim chegar a todos aqueles que buscam e são buscados por nós. E a era digital – a internet – entrou em nossas vidas e na Igreja em momento oportuno, pois permite ficarmos juntos, mesmo estando distantes. Pe. Eduardo Calandro nos ajudou a entender melhor como fazer acontecer essa aproximação digital em época de pandemia”.
Se você perdeu o simpósio, ainda pode assistir ele no nosso canal do Facebook e YouTube: