Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Crer e amar são os grandes ensinamentos da Doutora da Igreja que, por ocasião dos 70 anos da Diocese, seus restos mortais peregrinarão o território diocesano

“Santa Teresinha veio nos ensinar, com a sua pequenina via, um meio prático e fácil de realizarmos na vida espiritual as palavras de Jesus”, enfatizou o bispo diocesano de Marília, Dom Luiz Antonio Cipolini, na noite de ontem, dia 16, diante dos fiéis que, com a Catedral Basílica de São Bento repleta, acolheram as relíquias da padroeira das missões na Diocese após carreata que percorreu algumas ruas da cidade.

Em sua homilia, o bispo explicou que “crer e amar” são os grandes ensinamentos da santa que, em sua pequenez e generosidade, tornou-se uma das Doutores da Igreja. “Que a visita das relíquias de Santa Teresinha, suscite em nós, em nossas famílias e em toda a nossa Igreja Particular, o desejo de amar Jesus e de serví-Lo sempre mais e melhor, na pessoa de nossos irmãos e irmãs, particularmente os mais necessitados”, concluiu Dom Luiz.

Para David Pereira Lima, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Marília, que participou da celebração, a santa é um modelo de santificação do cotidiano e ele entendeu com a presença das relíquias e com o testemunho de Teresinha que, mesmo com pouca idade, “Deus me chama a viver e buscar a santidade, pois temos um exemplo de uma jovem que viveu com Cristo, em Cristo e para Cristo!”, ressaltou.

Em vida, ela dedicou especial atenção às orações pelos ministros ordenados. Por isso, o bispo motivou que os fiéis rezassem pelos padres e diáconos em torno da urna com restos mortais da santa. Após a tradicional benção das rosas, com o final da celebração de acolhida, ocorreu um momento de veneração e de vigília.

As relíquias, vindas da França, foram acolhidas no território diocesano por ocasião dos 70 anos de criação e instalação da Diocese, celebrados em 2022. No início da manhã de sábado, dia 17, a urna foi direcionada a cidade Álvaro de Carvalho como primeiro lugar da peregrinação.