Comissões Episcopais Pastorais

Psicóloga aborda espiritualidade, como cuidado e qualidade de vida em palestra on-line

Dando sequência às formações on-line, recebemos para um bate-papo a professora, psicóloga e teóloga, Márcia Regina de Carvalho. Ela falou sobre “Espiritualidade e qualidade de vida”

“Cuide-se para poder cuidar”. A afirmação é da psicóloga, Márcia Regina de Carvalho, durante bate-papo, na tarde desta terça-feira (23/06), na segunda formação para coordenadores e agentes de pastoral. A atividade, mediada pelo secretário executivo do Regional Sul 1 da CNBB, padre Walter Merlugo Júnior e irmã Elisabeth Miguel Espinhara coordenadora do Conselho Missionário Regional (COMIRE), proporcionou aos participantes reflexões acerca da espiritualidade com foco na qualidade de vida.

Natural de Sete Lagoas (MG) e residente em São Paulo, na capital, a palestrante,  é formada em Ciências da Religião pela Pontifícia Universidade Gregoriana, tem se dedicado à formação dos leigos, em atividades como nos cursos de Teologia para leigos no Instituto de Teologia da Região Episcopal Sé (ITELSE), no Curso de Teologia para Agentes de Pastoral – Região Lapa (CTAP) – e – Escola de Teologia e Pastoral (ETEP).

Baseada em Leonardo Boff e Jean Yves Leloup, no livro Espírito e saúde, a conferencista abordou questões da espiritualidade, dimensão importante para uma vida saudável, a partir de um roteiro com perguntas como: O que? Quem? Por que? Para quem?

Os papas São João Paulo II e Francisco, como outros autores, entre eles, Ignácio Martin-Baró (jesuíta), Dalai-lama e Viktor Frankl, também foram mencionados em sua palestra.

“A formação é imprescindível para os/as agentes de pastoral e missionários/as. Precisamos evitar que a pastoral seja apenas ação ou exercício intelectual, mas também contemplação, espiritualidade que nutre, alimenta e fortalece. A espiritualidade é das dimensões humana e nos ajuda a fortalecer a saúde física, mental e psíquica. É saber olhar a realidade e escutar as mensagens que ela nos transmite. Espiritualidade é libertadora quando removemos as cinzas para despertar a chama sagrada”, esclarece.

Ao final, Márcia Regina deixou a mensagem: “cuidemos das relações, cuidemos da terra, cuidemos de nós! Lembremos sempre: a saúde do meu corpo depende do cuidado da terra, o meu bem estar emocional e físico estão ligados à saúde social, porque nosso inconsciente pessoal não está desconectado do inconsciente coletivo. Somos um todo e estamos ligados ao Todo. Que a chama de Pentecostes desperte a nossa chama-self, as nossas relações”.

O tema da próxima formação é: Espiritualidade na Liturgia, com o padre Kleber Danelon, da Diocese de Piracicaba. Esperamos você dia 07/07, terça-feira, das 17h às 18h30h.

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.