No domingo, 13, celebra-se o 6º Dia Mundial dos Pobres. Instituída pelo Papa Francisco em 2016, na conclusão do Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, essa data pretende chamar a atenção não apenas dos católicos, mas de todas as pessoas de boa vontade, a se abrirem à partilha com os pobres em todas as formas de solidariedade, como sinal concreto de fraternidade.

A Arquidiocese de São Paulo está promovendo uma campanha para as redes sociais para o compartilhamento de fotos das ações de solidariedade em sua paróquia com a hashtag: #DiadosPobresArquiSP

 

O Papa Francisco em sua mensagem deste ano escolheu o texto bíblico para motivar a reflexão: “Jesus Cristo fez-se pobre por vós” (cf. 2 Cor 8, 9).  A intenção com o convite – tomado do apóstolo Paulo – é manter o olhar fixo em Jesus, que, “sendo rico, se fez pobre por vós, para vos enriquecer com a sua pobreza”. Já o tema escolhido pela Igreja do Brasil para animar esta VI Jornada é: “Dai-lhes vós mesmos de comer!”, em consonância com a Campanha da Fraternidade 2023, que traz o tema “Fraternidade e fome”, e o lema “Dai-lhes vós mesmos de comer” (Mt 14,16). 

 

A história da Jornada Mundial dos Pobres 

No dia 20 de novembro de 2016, na conclusão do Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, o Papa Francisco instituiu o Dia Mundial dos Pobres. Na mensagem de lançamento ele disse: “Este dia pretende estimular, em primeiro lugar, os crentes, para que reajam à cultura do descarte e do desperdício, assumindo a cultura do encontro. Ao mesmo tempo, o convite é dirigido a todos, independentemente da sua pertença religiosa, para que se abram à partilha com os pobres em todas as formas de solidariedade, como sinal concreto de fraternidade”.  

No Brasil, nos primeiros anos, a CNBB confiou à Cáritas Brasileira a animação e a mobilização do Dia Mundial dos Pobres. A entidade, nesse período, já realizava a Semana da Solidariedade – para pensar e agir por um país justo, fraterno, igualitário, solidário e amoroso, por ocasião de seu aniversário de fundação, 12 de novembro de 1956. A partir da III Jornada Mundial dos Pobres as Pastorais e Organismos Sociais  ligados à Cepast-CNBB, assumiram coletivamente a animação e mobilização do Dia Mundial dos Pobres

Acompanhe as ações do #DiaMundialDosPobres e colabore também!
Fonte: Arquidiocese São Paulo e CNBB Nacional