Notícias

Regional reúne lideranças para encontro de avaliação da CFE 2016

 

cf_cnbb
Dom Eduardo Vieira dos Santos reune-se com agentes da CFs

A equipe da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016 do Regional Sul 1 da CNBB e agentes de pastoral tiveram um Encontro Estadual para avaliação da Campanha da Fraternidade Ecumênica- 2016. A atividade ocorreu no Seminário Santo Antonio, em Agudos, SP, entre os dia 13 a 15 de maio e contou com a presença do bispo auxiliar da arquidiocese de São Paulo, Dom Eduardo Vieira dos Santos; do assessor estadual da CF, padre Antonio Carlos Frizzo; coordenador, Antonio Evangelista e agentes de pastoral das equipes de coordenações da CF de todo estado de São Paulo.

Segundo o coordenador da CF, Antonio Evangelista, o encontro teve como objetivo avaliar e tratar ações e atividades realizadas pelas arquidioceses e dioceses com referencia a Campanha da Fraternidade Ecumênica-2016, cujo tema foi “Casa Comum, Nossa Responsabilidade” e lema “quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca.” (Am 5, 24).

O secretário explicou que na ocasião, também foram tratados diversos temas: “Legislação, marco regulatório e aplicabilidade nos municípios brasileiros”, assessor: doutor Kláudio, jurista, da Diocese de Bauru e membro da equipe de coordenação diocesana da CF; “Situação atual do Saneamento Básico no Brasil”, assessor, Ricardo Crepaldi, ABES Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental; “Ações/Práticas referentes à Pastoral da Ecologia”, Assessor, professor Waldir, Membro da CF, Ermelino Matarazzo, São Paulo.

Os participantes ainda tiveram contato com o tema da próxima Campanha da Fraternidade 2017, “Fraternidade: Biomas brasileiros e defesa da vida” e lema: “Cultivar e guardar a criação.” Gn 2, 15) e o seu desenvolvimento nacional.

Depoimentos – “O encontro superou sim as expectativas, pois acredito terem surgido novos e interessantes questionamentos acerca do debate da Casa Comum”, destacou o agente de pastoral da arquidiocese de Aparecida, Luiz Fernando Miguel. “É um desafio constante. A avaliação me fez enxergar no sentido de que vivemos em um intenso período de pensar que esta casa é mesmo nossa responsabilidade. Se nós não cuidarmos do planeta quem o fará? Enquanto Igreja, assumimos o compromisso profético de preservar, de sermos “cuidadores” do grande jardim de Deus. A CFE 2016 nos convida e nos desafia de agora em diante, a revermos cada vez mais nossas ações e repensarmos na nossa relação com o planeta, que necessita tanto de carinho e cuidados.”, pontuou.

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.