Notícias

“A Pastoral que não entra na vida para dar sentido a existência humana não evangeliza”, diz conferencista

reduzida2

“A Pastoral que não entra na vida para dar sentido a existência humana não evangeliza, ela é apenas uma prestadora de serviço. A evangelização tem que anunciar Jesus Cristo e neste anúncio fazer com que nosso interlocutor encontre na Mensagem Cristã um projeto de vida, um sentido da sua própria existência”. A afirmação é do padre Jordélio Siles Ledo CSS , em palestra ministrada no primeiro encontro deste ano dos Organismos e Pastorais do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realizada na última quinta-feira, 01 de março, em São Paulo.

A programação do encontro começou com Celebração Eucarística, seguida da assessoria, cujo tema central foi “Pastoral de Conjunto”.

“Para que a evangelização aconteça de forma eficiente e eficaz ela precisa adentrar a cultura. Para entrar na cultura fazer com que a fé se torne cultura, precisamos trabalhar com questões existenciais, questões humanas na sua plenitude. Então, A Pastoral que não entra na vida para dar sentido a existência humana não evangeliza, ela é apenas uma prestadora de serviço. A evangelização tem que anunciar Jesus Cristo e neste anuncio fazer com que nosso interlocutor encontre na Mensagem Cristã um projeto de vida, um sentido da sua própria existência”, salientou o padre Jordélio.

O padre Jordélio desenvolveu o tema “Pastoral de Conjunto”. Na ocasião, falou sobre o que é Pastoral de Conjunto: “Diante do que foi refletido o que dá para perceber que a Pastoral de Conjunto é a síntese, a alma de toda ação pastoral da Igreja nas dioceses, pastorais. De certa forma a Pastoral de Conjunto nos ajuda, porque ela coloca em evidência aquilo que é Unidade cristã. Uma vez que as Pastorais trabalham juntas a partir de Cristo, buscando vivenciar a Unidade a gente acaba dando testemunho de que vale a pena crer em Jesus e ao mesmo tempo testemunhamos a unidade que parte do próprio Jesus. Desta forma existe uma contribuição para uma educação das Pastorais já vigentes nas realidades paroquiais”, salientou o assessor.

Outro tema abordado por padre Jordélio foi a Iniciação à Vida Cristã na promoção da Pastoral de Conjunto. Salientou que em tempos de crises é importante novas disposições pastorais. Sabemos que o processo de Iniciação à Vida Cristã requer novas disposições pastorais. É necessário perseverança, docilidade à voz do Espírito, sensibilidade aos sinais dos tempos, escolhas corajosas e paciência, pois se trata de um novo paradigma, diz o assessor.

Em relação ao Ministério da coordenação pastoral, padre Jordélio salientou que a Pastoral de Conjunto deve expressar o jeito de Jesus. O exemplo de Jesus ilumina a Pastoral de Conjunto. Em Jesus, o ministério da coordenação e animação caracteriza-se pelo amor às pessoas e pelos vínculos de caridade e amizade.

PASTORAIS_CNBB_SUL1
Padre Jordélio Siles Ledo (o segundo, da direita para esquerda) participa de foto oficial

O estudo foi encerrado com a motivação do padre Jordélio, desafiando os participantes a se comprometerem a serem evangelizadores, que anunciem a Boa-Nova, não só com palavra, mas, sobretudo, com uma vida transfigurada pela presença de Deus.

Participaram desta formação os Organismos e Pastorais da CNBB do Regional Sul 1. Entre eles estão: Campanha da Fraternidade, Pastoral da Educação, Ensino Religioso, Pastoral Juvenil, Conselho Missionário Regional (Comire), Comissão Regional de Catequese,  Pastoral da Comunicação, Comissão para Liturgia, Comissão para o Ecumenismo,  Comunidade Eclesiais de Base (CEBs), Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB),  Pastoral Familiar, Pastoral da Criança, Serviço Pastoral dos Migrantes, Pastoral do Menor, Pastoral Operária, Pastoral da Pessoa Idosa,  Pastoral da Saúde, Pastoral da Sobriedade, Cáritas, Serviço de Animação Vocacional – SAV, Comissão para Ação Social Transformadora.

Após o final da reunião, o padre Jordélio Siles Ledo conversou com a nossa equipe sobre Pastoral de Conjunto. Ouça:

Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.