Notícias

Secretário-geral do Regional é nomeado vigário geral da Arquidiocese de São Paulo

dom-julio-380

O arcebispo de São Paulo, Cardeal Odilo Pedro Scherer, nomeou o bispo auxiliar Dom Julio Endi Akamine (foto), como vigário geral de toda a Arquidiocese de São Paulo. O cargo anteriormente era exercido por Dom Edmar Peron, que, em novembro de 2015, foi nomeado bispo diocesano de Paranaguá (PR).

De acordo com o Código de Direito Canônico, no cânon 475, “Em cada diocese [ou arquidiocese] deve ser constituído pelo Bispo diocesano o vigário geral” que, com poder ordinário local, o ajude no governo de toda a Diocese. “Em virtude de seu ofício, compete ao vigário geral, na diocese toda, o poder executivo que, por direito, pertence ao Bispo diocesano, para praticar todos os atos administrativos, exceto aqueles que o Bispo tenha reservado a si, ou que, pelo direito, requeiram mandato especial do Bispo”, acrescenta o cânon 479. O vigário geral também assume interinamente o governo da diocese na ausência do Arcebispo.

Ao tomarem posse do ofício, os bispos auxiliares recebem a nomeação de vigário geral e vigário episcopal da Arquidiocese para agir em nome do Arcebispo na região episcopal para onde for designado. Dentre esses, um é nomeado vigário geral para toda a Arquidiocese, como é o caso de Dom Julio, que também continuará exercendo o cargo de vigário episcopal para a Região Lapa.

Além de bispo auxiliar da arquidiocese, o novo vigário geral é também secretário-geral da CNBB Regional Sul 1.

Com informações do site da Arquidiocese de São Paulo

Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.