Sub-Regiões

1º Encontro de Assessores de Pastoral e Realidades Eclesiais da sub-região RP 1

 

encontroassessores1_reduzidaFoi realizado no dia, 14 de agosto, Casa Dom Luís, em Brodowski (SP), o 1º Encontro de Assessores das Pastorais e Realidades Eclesiais da sub-região Ribeirão Preto 1 (RP-1). Com o objetivo geral de promover o encontro dos assessores de pastoral e realidades eclesiais para articular a vida pastoral da sub-região, o encontro contou com a participação de aproximadamente 100 assessores, entre bispos, padres, religiosos e religiosas, e agentes de pastoral, das dioceses que compõe a sub-região RP-1: dioceses de Franca, Jaboticabal, São João da Boa Vista e arquidiocese de Ribeirão Preto. O encontro seguiu três diretrizes a serem conjugadas e implementadas na sub-região: conhecer a realidade pastoral; estruturar de forma orgânica o serviço pastoral; e apontar pistas de ação comum, gerando um espírito de comunhão e missão.   

Após a oração inicial e acolhida, conduzidas pelo presidente da sub-região RP1, Dom Antônio Fernando Brochini, o Arcebispo Metropolitano de Ribeirão Preto, Dom Moacir Silva  deu as boas vindas aos presentes e destacou a importância da unidade e do trabalho em conjunto entre as dioceses.

 O primeiro momento do encontro teve a assessoria do bispo da diocese de Jales Dom Luiz Demétrio Valentini, que conduziu uma reflexão sobre “Planejamento Pastoral”, contextualizando o atual momento da vida da Igreja.  “Com o pontificado do Papa Francisco estamos diante de um novo momento, de uma nova oportunidade, de uma nova esperança de retomada do impulso renovador da Igreja, lançado com muito vigor no Concílio Vaticano II. Esta impressão, já intuída desde o início do seu pontificado, recebeu uma consistente confirmação nas diversas alocuções feitas pelo Papa Francisco, durante a recente Jornada Mundial da Juventude, especialmente nos dois discursos dirigidos aos Bispos  da CNBB e do CELAM”, destacou o assessor.  Em síntese, a reflexão de dom Demétrio tocou quatro aspectos: 1. Breve relato histórico do planejamento pastoral da Igreja no Brasil; 2. “Ênfases” progressivas do envolvimento pastoral da Igreja a partir do Concílio; 3. As grandes intuições teológicas e pastorais do Concílio; e 4. Questionamentos do Papa Francisco diante do fato da perda de fiéis por parte da Igreja Católica. Segundo dom Demétrio a ênfase a ser dada ao planejamento pastoral está na missão. A caminhada da Igreja é missionária e a renovação exige, conforme o documento da Conferência de Aparecida, a conversão pastoral e o estado permanente de missão. “Estamos no momento de reaquecer o ânimo, uma nova oportunidade de colocar em prática a missão a partir das periferias para a renovação da Igreja. Portanto, na caminhada de nossa Igreja, qual a ênfase a ser colocada em nosso planejamento pastoral? Na medida em que a Igreja assumir sua missão, encontrará os caminhos práticos e adequados para a sua indispensável renovação” concluiu o assessor.

De Ribeirão Preto, Da Assessoria de Comunicação, Márcio Smiguel.

Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.