Destaques Do Regional Formação

Treinamento para uso de plataforma marca encontro de lideranças pastorais do Estado de São Paulo

Reunião entre representantes de pastorais, movimentos e organismos no Estado de São Paulo apresentou ferramenta de sistema de informação da CNBB que auxiliará no planejamento de eventos

Hoje, dia 29, aconteceu na sede do Regional Sul 1 da CNBB, na capital paulista, a primeira reunião de 2020 com os representantes de pastorais, movimentos e organismos no Estado de São Paulo.

O encontro, que teve como objetivo a apresentação e implementação do Sistema de Informação de Gestão Pastoral, o Servico da CNBB, nome dado provisoriamente, contou com a exposição e treinamento para o uso da plataforma conduzidos pelos colaboradores da conferência episcopal em Brasília, Adriano Tomaz e Rosberg Flores.

“Essa ferramenta vem ao encontro de nossas demandas pastorais para que consigamos planejar nossas atividades e, ao mesmo tempo, nos auxiliar em inúmeras possibilidades financeiras”, disse Dom Luiz Carlos Dias, bispo auxiliar de São Paulo e secretário do Regional.

A plataforma, com aproximadamente dez anos de aprimoramento em todo o país, pretende estabelecer um trabalho para gerir os eventos e os recursos financeiros por parte das lideranças pastorais em relação à CNBB. A ferramenta foi desenvolvida para ajudar no gerenciamento dos eventos a fim de que as atividades eclesiais sejam programadas e contabilizadas via sistema.

“Enquanto Igreja, daremos cada vez mais testemunho de transparência financeira, porque o dinheiro que chega em nossas mãos são recursos do nosso povo e, por isso, deve ser administrado com responsabilidade e investido no trabalho de nossas pastorais”, ressaltou Dom Luiz.

UTILIZAÇÃO

 No Regional Sul 1, a aplicabilidade da ferramenta acontecerá a partir do dia 1º de março para que a organização pastoral “caminhe em comunhão, sinergia e sintonia com a CNBB”, como afirmou o secretário-executivo, Padre Walter Merlugo Júnior. Para ele, o uso da plataforma proporcionará o melhor gerenciamento dos eventos com transparência “e a integração dos dados, por parte das lideranças, obterá a união e a articulação das iniciativas para melhores resultados na ação pastoral”, concluiu.

“É de suma importância um sistema deste porte para que possamos apresentar o nosso trabalho e torná-lo cada vez mais transparente e acessível. Assim, a evangelização, bem elaborada, alcançará um número maior de fiéis e o apoio da sociedade”, afirmou a coordenadora estadual da Pastoral Carcerária, Eliana Rocha, que participou do treinamento.

De São Paulo, Pe. Tiago Barbosa, da Pastoral da Comunicação. Crédito da foto Renato Papis/Regional Sul 1 CNBB.

Palavra do Presidente

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.