Notícias

Sustentabilidade foi tema da reunião da coordenação do Fórum das Pastorais Sociais

 

pastorais_sociais_cnbb

Coordenada pelo assessor padre Walter Merlugo Júnior, da diocese de Bragança Paulista, SP, e com a presença do presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da CNBB Regional Sul 1, dom João Inácio Muller, da diocese de Lorena, SP, foi realizada na manhã desta quarta-feira, 16, na sede do Regional em São Paulo, reunião da Equipe de Coordenação do Fórum das Pastorais Sociais do Regional Sul 1.

“Sustentabilidade” do Fórum e das Pastorais, Organismos e Movimentos Sociais foi o principal tema da pauta. “A falta de participação nos eventos promovidos pelo Fórum das Pastorais Sociais é, muitas vezes motivada por falta de auxílio financeiro de dioceses, pois acarreta despesa pessoal vultosa para os deslocamentos. Precisamos ver com cada membro da equipe e com os coordenadores de pastorais, organismos e movimentos, o custo real desses deslocamentos para participação em reuniões e eventos”, disse Cleusa de Jesus, que tem auxiliado a Equipe de Coordenação na questão financeira.

Dom João Inácio também falou dessas dificuldades de sustentabilidade: “A partir das despesas reais que temos com reuniões e eventos, poderemos avançar mais na questão da sustentabilidade junto ao Regional, dioceses e pastorais. Precisamos estar atentos a isso para que possamos também cumprir com o objetivo de participar dos eventos promovidos nas sub-regiões e dioceses”. A pedido do bispo, o responsável do Setor Financeiro do Regional, diácono Domingues participou de parte da reunião e expôs a questão dos subsídios aprovados para cada pastoral, organismo e movimento após a apresentação da previsão orçamentária. “Os bispos aprovaram os subsídios com base no histórico dos valores solicitados e utilizados pelas pastorais vinculadas ao regional  em  2014/2015 e também na situação econômica atual do pais”, explicou.

A Equipe de Coordenação expôs as dificuldades e houve, de ambas as partes, abertura para o diálogo. “Como animadores do Fórum, vamos estar empenhados em cumprir com o objetivo de comunhão com os Fóruns constituídos nas arquidioceses e dioceses do Regional e equacionar da melhor maneira possível a questão da sustentabilidade”, disse o assessor padre Walter.

Ari Alberti, do Serviço Pastoral do Migrante e Grito dos Excluídos partilhou informações da reunião do Fórum Nacional das Pastorais Sociais, realizado no início de março. “O que mais se debateu nessa reunião foi a individualidade de pastorais, organismos e movimentos sociais no tocante à comunhão. O Fórum tem insuficiente articulação em conjunto. Temos um conjunto de pastorais e dificuldade em formar pastoral de Conjunto”, disse. O Fórum Nacional terá 4 prioridades para o quadriênio 2016-2019: Ecologia Integral; Formação; Articulação e Comunicação; Sustentabilidade pastoral, política e financeira.

A Equipe de Coordenação terá participação efetiva em 3 eventos sociais do Regional: dia 28 de abril, “Lançamento de material e relatório de acidentes de trabalho no estado de São Paulo”, promovido pela Pastoral Operária, na sede do Regional Sul 1 da CNBB, em São Paulo; dia 25 de maio, na Rede de Pastorais Sociais da diocese de Santo Amaro, sobre “O papel da Mulher na sociedade”; dia 22 de junho, também na diocese de Santo Amaro, com participação de dioceses da Sub-Região SP 2, sobre o tema do Seminário das Pastorais Sociais “Casa Comum, responsabilidade de todos).

A próxima reunião será no dia 13 de abril, quarta-feira, na sede da CNBB, Rua Conselheiro Ramalho, 726, Bela Vista, São Paulo, SP.

 

Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.