Notícias

Serviço de Animação Vocacional realiza Assembleia

 

IMG_5354
Arcebispo de Ribeirão Preto, dom Moacir participa da Assembleia Vocacional do Regional Sul 1

Com o  tema PV/SAV para uma Igreja em saída, tendo como exigência uma ação pastoral orgânica, a Pastoral Vocacional e Serviço de Animação Vocacional do Regional Sul I, realizou a sua 38ª. Assembleia Ordinária, entre os dias 26 a 28 de fevereiro, na casa de Retiro Franciscanos, em São Pedro, SP, com a presença do arcebispo de Ribeirão Preto e referencial da SAV/PV no Regional, dom Moacir Silva e de representantes religiosos, religiosas e leigos de todas as sub-regiões pastorais .

O assessor foi o padre Djalma Lopes de Siqueira, Vigário Geral da Diocese de São José dos Campos, SP.

O Assessor tratou sobre a amplitude da pastoral Vocacional, atuando não apenas no chamado, mas no acompanhamento e discernimento vocacional nas diferentes idades. Para tanto, traçou o perfil dos jovens e da sociedade atual, nosso campo de Missão. A Assembleia também contou com momentos de partilha das Regiões e  Plenária para apresentação dos trabalhos desenvolvidos nas Sub-regiões.

Com destaque no tema da Igreja e a cultura atual, o assessor salientou que A PV é estruturante na Igreja de Cristo que chama para as diversas vocações. Ele abordou diversos temas como, A realidade da Juventude, Necessidade de Inculturação na Cultura juvenil; Uma PV que contemple o acompanhamento do processo dos discípulos.

O padre Djalma também destacou uma preocupação com relação da presença ainda tímida dos jovens na Igreja. “Assim, se faz necessário buscar formas de evangelização que apresente o modelo de Cristo aos jovens, na realidade em que estão inseridos”, destacou o assessor.

Ele abordou também a problemática atual do relativismo, do hedonismo, do utilitarismo ético e do imediatismo.

O assessor destacou ainda o tema da Igreja em saída: Resgatou as ideias de Aparecida da necessidade de uma conversão pastoral. No conjunto da obra evangelizadora o “anúncio/” deve ocupar o primeiro lugar. Sendo que o fundamento da Igreja em saída é a Misericórdia.

“A missão tem o seu fundamento na missão divina com o envio do Filho e do Espírito Santo que seguiram a dimensão “kenótica” do Cristo que assume e se encarna na condição humana”, disse.

O padre Djlama ressaltou ainda a importância de se trabalhar a dimensão vocacional, com o tema do “Projeto de Vida” em toda a ação pastoral, sobretudo na Catequese, na Perseverança, no Crisma, com Coroinhas, etc.

Num terceiro momento foi abordado o tema da Ação Pastoral Orgânica como exigência da PV planejada:  A importância de se traçar as metas ou objetivos e a coragem de “chamar” novos agentes para a realização dos objetivos, contando sempre, é claro, com o primado da ‘Graça’; compreender que a Vida Pastoral compreende o transbordamento da nossa comunhão com Deus; no período pós Vaticano II o destaque para a presença do leigo na ação evangelizadora, daí a necessidade de se sensibilizar para suscitar agentes. A Igreja primitiva é modelo de cumprimento da missão; nas Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja a PV se torna prioritária na ação evangelizadora suscitando vocações para o apostolado; necessidade de trabalho conjunto entre as pastorais, valorizando o diálogo e o apoio mútuo, fazendo um grande esforço de participação nos momento conjuntos: Assembleias e momentos formativos.

IMG_5268

vocacional

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.