Notícias

Papa Francisco presidiu Adoração Eucarística na Basílica de São Pedro, simultaneamente com todo o mundo

946645_415055815269138_1914444817_n (1)_reduzidaCidade do Vaticano (RV) – O Papa Francisco presidiu na tarde deste domingo, na Basílica de São Pedro, a Adoração Eucarística simultânea a nível mundial. O evento, inserido no âmbito do Ano da Fé convocado por Bento XVI em outubro passado, foi realizado no dia em que é festejado Corpus Christi na Itália e em outros países.

Desde as 17 horas, os milhares de fiéis presentes na Basílica estiveram unidos em Adoração, em sintonia com fiéis de todo o mundo presentes em catedrais, igrejas, capelas, casas religiosas.

A adoração durou uma hora, com os momentos de silêncio sendo entremeados por orações e cânticos. Os acordes de uma harpa quebravam de forma harmoniosa o silêncio absoluto reinante no ambiente. O Santíssimo Sacramento ficou exposto para adoração no altar da Confissão. Ao final da cerimônia, o Santo Padre abençoou a Assembléia com o Santíssimo. O canto da ‘Salve Regina’ concluiu a celebração.

O Papa Francisco havia indicado duas intenções para este momento de oração. A primeira: “Pela Igreja espalhada em todo o mundo e hoje em sinal de unidade, recolhida na Adoração da Santíssima Eucaristia”. E a segunda: “Por todos aqueles que nas diversas partes do mundo vivem no sofrimento devido às novas formas de escravidão e são vítimas de guerras, do tráfico de pessoas, do narcotráfico e do trabalho escravo; pelas crianças e mulheres que são submetidas a qualquer tipo de violência”.

Este evento histórico quis reunir visivelmente a Igreja em torno da Eucaristia, pela primeira vez de forma simultânea, a nível mundial.

A diferença no fuso horário provocou uma situação curiosa, pois enquanto a Adoração tinha seu início na Itália às 17 horas, no Brasil eram 11:50, em Hanói, no Vietnã 23:00, na Nova Zelândia 3:00 e em New Orleans 10:00.

No Brasil, diversas Dioceses aderiram oficialmente à iniciativa, inscrevendo-se no site do Ano da Fé. Entre elas, as Arquidioceses de Brasília, Fortaleza, Salvador; as Dioceses de Caxias do Sul, Chapecó, Erexim, Irecê, Itabuna, Jales, Jundiaí, Luz, Parintins, Piracicaba, Toledo, Uruaçu, Tefé, Jacarezinho, Neponucemo. (JE)

 

Tags

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.