NOVAS DESCOBERTAS E ENCONTROS FELIZES

Entre os últimos dias 24 e 28 de junho, os seminaristas propedeutas da Diocese de Marília realizaram um passeio histórico, cultural e religioso em Aparecida (SP), Cachoeira Paulista(SP), Guaratinguetá (SP) e São Paulo (SP).

A iniciativa, que encerra o semestre letivo e integra o processo formativo dos futuros padres, contou com a condução do reitor do Seminário Propedêutico São Pio X, Pe. Luiz Eduardo Cardoso de Sá; e do Pe. Tiago Barbosa, que leciona a disciplina de História do Brasil.

“A viagem cultural foi uma experiência de vida gratificante para mim. Tivemos o privilégio de conhecer lugares históricos e culturais e entender os trabalhos por trás desses patrimônios, que hoje servem para a evangelização da Igreja. Isso inclui conhecer as pessoas que preservam e fazem tudo funcionar, e as diferentes realidades que cercam nossa fé”, observou o seminarista José Victor Esver Zanetti.

O Santuário Nacional de Aparecida, o Santuário do Pai das Misericórdias, o Santuário de Frei Galvão, a Catedral da Sé, o Pateo do Collegio, o Mosteiro de São Bento, bem como visitas aos estúdios da Rede Aparecida de Comunicação e da Canção Nova, e à sede do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), integraram o roteiro do passeio realizado pelos cinco seminaristas iniciais.

“Esse passeio foi um tempo de novas descobertas, ensejos incríveis e encontros felizes”, disse o seminarista Antonio Eduardo Romanini ao afirmar que a iniciativa formativa proporcionou “um olhar mais refinado de tantas obras que levaram e trabalharam com a verdade, fundida na Fé”.

 

 

A programação da semana também contou com visitas à casas religiosas e missões de congregações que atuam na Diocese de Marília.

Os futuros padres tiveram contato com as irmãs e com o trabalho pastoral da Congregação das Franciscanas de Sissen, em Guaratinguetá, e na capital paulista com as religiosas da Congregação Missionária de Jesus Crucificado e com o Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus.

Um missa em ação de graças pelos 70 anos de consagração da Irmã Maria Apparecida Dias da Silva encerrou o passeio cultural. A irmã Cida, como a religiosa é conhecida, durante décadas atuou na Diocese de Marília.

Fotos: Arquivo Pessoal

 

 

 

 

Veja Também