Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

12 assembleia arquidiocesana pastoral01
Junto a bispo auxiliares, Cardeal Odilo Pedro Scherer conduz Assembleia Arquidiocesana de Pastoral

“Igreja: a serviço da vida plena para todos” será a urgência pastoral da Arquidiocese de São Paulo para o ano de 2015. O tema foi abordado na Assembleia Arquidiocesana de Pastoral realizada sábado, 8, no Centro de Pastoral São José do Belém.
Presidida pelo arcebispo metropolitano, Cardeal Odilo Pedro Scherer, a Assembleia contou com a presença dos bispos auxiliares, vigários episcopais e lideranças pastorais leigas e religiosas, que refletiram sobre pospostas de ação para o próximo ano, a partir do 11º Plano de Pastoral da Arquidiocese (2013-2016).
Houve uma alternância entre as urgências propostas pelo Plano para os próximos dois anos. A urgência antes prevista para 2016 foi antecipada para 2015, enquanto a urgência “Igreja: lugar de animação bíblica da vida e da pastoral” passa para o ano seguinte.
Dom Milton Kenan Junior, bispo auxiliar de São Paulo e referencial do Secretariado Arquidiocesano de Pastoral, explicou que essa mudança foi realizada devido ao fato de a Igreja no mundo todo celebrar em 2015 os 50 anos da constituição pastoral Gaudium et Spes, do Concílio Vaticano II, documento que ilumina essa urgência.
Nesse sentido, os coordenadores regionais de pastoral apresentaram a síntese dos destaques para 2015 (veja quadro ao lado). Os principais foram: Missão, Vida Plena, Juventude, Família, Iniciação à Vida Cristã e Pastorais Sociais.
A partir desses destaques, foram criados grupos para discutirem e apresentar propostas pastorais em âmbito arquidiocesano, as quais serão sistematizadas pelo Secretariado Arquidiocesano de Pastoral e encaminhadas para os coordenadores regionais de pastoral, que irão viabilizar sua aplicação nos setores e paróquias.
O Cardeal Scherer recordou o caminho traçado pelo 11º Plano de Pastoral, cujo tema é “Testemunha de Jesus Cristo na Cidade”. “Este Plano de Pastoral nos orienta, no chama a tomarmos a sério, a viabilizarmos, da melhor forma possível, a nossa missão, nossa presença na cidade de São Paulo”. O Cardeal também frisou que não se trata de uma “presença qualquer”, mas a missão de testemunho de Jesus Cristo e seu Evangelho de muitas formas e, portanto, “não só manter viva a memória do testemunho de Jesus Cristo, mas também sua missão”.
Dom Milton salientou que a maioria das indicações do Plano de Pastoral procura valorizar aquilo que já existe na Arquidiocese. “Podemos notar que os verbos utilizados pelo Plano são ‘apoiar’, ‘fortalecer’, ‘reanimar’, ou seja, dar um novo espírito, novo impulso àquilo que nós já temos e que não deixa de ser hoje uma resposta aos desafios que a Igreja enfrenta e estão dentro dessa urgência pastoral”, comentou o bispo auxiliar da Arquidiocese, recém-nomeado para a Diocese de Barretos (SP).
Sobre a urgência para 2015, Dom Milton chamou a atenção para o fato de a Igreja Católica ser uma referência na cidade de São Paulo, que “valoriza, aguarda e conta com a presença da Igreja na defesa dos direitos humanos e na promoção da dignidade humana”.
O Plano nas bases – Dom Odilo também observou que após a elaboração das propostas em âmbito arquidiocesano, as paróquias terão seu próprio planejamento, isto é, vão refletir “como fazer as indicações de âmbito arquidiocesano ser viabilizadas na base”.
“Não podemos perder de vista que nesse processo o ponto de partida é o mais importante. O Plano tem que acontecer em cada comunidade e em cada paróquia. Nosso compromisso é para que isso aconteça”, acrescentou Dom Milton.
Destaques pastorais Regionais para 2015
Belém: Missão, Vida Plena e Juventude.
Brasilândia: Família e Juventude.
Ipiranga: Juventude, Vida Plena, Iniciação à Vida Cristã
Lapa: Família.
Santana: Missão, Família e Pastorais Sociais.
Sé: Iniciação à Vida Cristã e Missão.
Texto de Fernando Geronazzo, Especial para O SÃO PAULO. Foto: Rejane Guimarães.