Artigos

Festa Diocesana Evangelizai!

Festa Diocesana Cartaz

É o apelo para a festa que a Diocese de Mogi das Cruzes celebrará no próximo dia 24 de novembro, no Clube Náutico Mogiano, com apresentação musical às 13 horas e missa às 15 horas. Os motivos: solenidade de Cristo Rei, celebrada pela Igreja católica em todo o mundo; dia nacional do cristão leigo; encerramento do ano da fé, iniciado em outubro de 2012 por Bento XVI; apresentação do 7º plano diocesano de pastoral; 26º aniversário da pastoral da criança diocesana e 1º aniversário de posse do bispo diocesano. O lema: Cristo Rei, luz da fé, luz da missão!

O ano da fé estimulou o cristão católico a renovar, celebrar, aprofundar e testemunhar sua fé, assumida no batismo e explicitada no credo oficial da Igreja, a partir dos principais artigos, isto é, o cristão crê em Deus Pai, no seu filho Jesus Cristo, no Espírito Santo, na Igreja una, santa, católica e apostólica e na vida eterna.   Jesus, por parábola, explica que a fé, bastando ser do tamanho de um grão de mostarda, já é capaz de remover uma montanha (cf. Mt 17,20). A carta aos Hebreus afirma que a fé é “fundamento do que se espera e conhecimento do que não se vê” (Hb 11,1). A recente encíclica do sumo pontífice, Lumen Fidei, diz que pela fé é possível “distinguir o bem do mal e diferenciar a estrada que conduz à meta daquela que nos faz girar em círculo, sem direção”, pois a luz da fé é “capaz de iluminar toda a existência humana” (n. 3 e 4).

Professar a fé, testemunhá-la por meio de boas obras, anunciar o evangelho: eis um itinerário espiritual e pastoral. O plano de pastoral ajuda a Igreja a alcançar unidade e eficiência, tanto para o bem espiritual dos católicos quanto para a edificação de uma sociedade justa e solidária. Para conhecer a realidade social, o plano apresenta dados referentes aos dez municípios do Alto Tietê que compõem a diocese. São indicadores sociais para leitura e análise da realidade. Depois, apresenta uma iluminação bíblico-teológica da evangelização.

A diocese escolheu prioridades: evangelização da juventude, família, formação bíblico-catequética e serviço aos pobres, defendendo a vida. Exemplo desse serviço é a pastoral da criança, fundada há trinta anos, pela médica sanitarista, Dra. Zilda Arns, que faleceu tragicamente vítima do terremoto do Haiti, aos 12 de janeiro de 2010, quando lá estava justamente para iniciar a pastoral naquele país. No Brasil, a pastoral da criança ajudou, nesses anos, a reduzir significativamente a taxa de mortalidade infantil. O Governo reconhece essa contribuição.

A festa diocesana é momento para agradecer a Deus estreitar laços entre as cinqüenta e duas paróquias, mais de trezentas comunidades, movimentos, associações, organismos e instituições da diocese. É o povo de Deus dando seu testemunho de fé, participação e colaboração. São crianças, jovens, casais, idosos que trazem no sorriso as marcas da alegria e da esperança, capazes de superar situações adversas de sofrimento, doenças, injustiças e abandono, animados pela luz do Divino.

Por Dom Pedro Luiz Stringhini, Bispo diocesano Mogi das Cruzes

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.