Arquidioceses Destaques

Dom Gilberto Pereira Lopes comemora 70 anos de sacerdócio com missa em ação de gracas

O Arcebispo Emérito de Campinas, Dom Gilberto Pereira Lopes, foi ordenado padre em 04 de dezembro de 1949, na Catedral de Petrolina, em Pernambuco. E para comemorar os 70 anos do dia em que ele virou padre, foi realizada uma missa na manhã da última quarta-feira na Igreja Nossa Senhora da Esperança, que fica no Hospital PUC-Campinas.

O Arcebispo Metropolitano de Campinas, Dom João Inácio Müller, o vigário-geral da Arquidiocese, monsenhor José Eduardo Meschiatti e outros membros do clero foram na celebração. Também compareceram na missa vários funcionários do hospital.

A missa de aniversário sacerdotal de Dom Gilberto ter sido feita na Igreja Nossa Senhora da Esperança teve um motivo muito especial: é lá que ele faz celebrações às terças, quintas e sextas.

Segundo Dom João Inácio Müller, o trabalho do Arcebispo Emérito de Campinas deve ser lembrado constantemente pelos fieis.

Para Dom Gilberto Pereira Lopes, que completou 92 anos de idade em 2019, a vida como sacerdote foi plena.

Dom Gilberto, que nasceu no interior da Bahia em 14 de fevereiro de 1927, tornou-se bispo em Ipameri, em Goiás, em 1966. Em 1976 ele foi transferido para Campinas, onde assumiu como Arcebispo Coadjutor, ou seja, com direito à sucessão do então Arcebispo Metropolitano, Dom Antônio Maria Alves de Siqueira. Com a renúncia de Dom Antônio, em 1980, Dom Gilberto virou Administrador Apostólico e foi elevado a Arcebispo Metropolitano de Campinas dois anos depois.

Ao completar 75 anos de idade, ele enviou uma carta de renúncia ao Papa João Paulo II, que aceitou o pedido em 2004. Desde então Dom Gilberto Pereira Lopes é Arcebispo Emérito de Campinas.

Confira, abaixo, a reportagem:

Com informações da Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Campinas e Rádio Brasil Campinas

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.