Destaques Igreja no Brasil

Comissão para Ação Sociotransformadora e 6ª SSB lamentam morte do Padre Nelito Dornelas, ex-assessor das Pastorais Socias na CNBB

Padre Nelito Nonato Dornelas faleceu vítima da Covid-19 — Foto: Redes Sociais

“O que a memória amou ficou eterno” Adélia Prado

A Comissão Episcopal Pastoral para Ação Sociotransformadora e a 6ª Semana Social Brasileira, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, lamentam profundamente o falecimento do padre Nelito, ocorrido no dia 03/02, em decorrência da COVID. Padre Nelito deixa uma marca de profundo comprometimento com a vida dos brasileiros/as, através do acesso aos direitos e da politica comprometida com o bem comum. Nos anos de 2011 a 2013, padre Nelito foi assessor da 5ª Semana Social Brasileira, refletindo e possibilitando conhecimento e formação com o tema: Um novo Estado–caminho para sociedade do Bem Viver. Ficou marcada neste período a reflexão que padre Nelito colaborou, apresentando os limites e esgotamentos da democracia representativa, apontando para a necessidade de uma efetiva democracia participativa e direta.

Toda a dedicação e visão humanista e integradora eram marcas inegociáveis da ação politica e pastoral do padre Nelito em sua trajetória, junto às comunidades eclesiais de base e organizações populares. Em entrevista realizada com padre Nelito, em Janeiro de 2021, em comemoração aos 30 anos das Semanas Sociais Brasileiras, ele trata da necessidade de construir uma sociedade do Bem Viver como principio que dialoga com as bem aventuranças de Jesus: “Este conceito (o bem viver) retoma duas palavras com significados semelhantes em Quétchua e Aymará: sumak (muito bom) e kawsay ou camaña (conviver), com a ideia central de uma vida em harmonia: harmonia consigo mesmo, com as outras pessoas do mesmo grupo, com os diferentes grupos, com a Pachamama, a Mãe Terra e seus filhos e filhas, as outras espécies e com as realidades espirituais”.

Padre Nelito estava, como todas as pessoas comprometidas com a vida, preocupado e indignado com a crise sanitária gerada com a pandemia, sobretudo, com a gestão do governo brasileiro nesta conjuntura. Ao fazer a memória e agradecimento ao padre Nelito, fazemos o mesmo com as mais de 228 mil pessoas morta pela COVID no Brasil.

Neste momento de dor, mas também, de agradecimento pela vida doada de Pe. Nelito, manifestamos nossa comunhão com sua família e com a Diocese de Governador Valadares/MG. Deus o acolha.

Nossa memória e gratidão honrará o compromisso pela vida e dignidade humana, no seguimento de Jesus Cristo pela vida plena, para todas as pessoas.  

Dom José Valdeci Santos Mendes, bispo de Brejo/MA e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sociotransformadora/CNBB

Fonte: Site da 6ª SSB

Palavra do Presidente

NOVO ESTATUTO DA CNBB

Facebook

Assine nossa newsletter

Conheça nossos parceiros.