Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Realizado em Marília, no interior do Estado, o encontro reuniu, no último final de semana, lideranças das sub-regiões pastorais das CEBs do Regional Sul 1 da CNBB. “Nos colocamos à disposição de nossas comunidades para levarmos a diante as propostas da Igreja”, ressaltou o bispo referencial, Dom José Benedito Cardoso, que participou de todas as reflexões

O último final de semana, dias 27 e 28, foi marcado pela colegiada das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Ocorrido em Marília, o encontro reuniu 33 agentes de pastoral do Estado de São Paulo que teve o objetivo de reanimar as atividades da CEBs nesta que foi a primeira oportunidade presencial após a pandemia da Covid-19. “Agradecemos a Deus pelos encaminhamentos realizados e nos colocamos à disposição de nossas comunidades eclesiais para levarmos adiante as propostas da Igreja”, ressaltou Dom José Benedito Cardoso, bispo auxiliar de São Paulo e referencial da CEBs no Regional, que participou de todos os momentos da colegiada.

Avaliada positivamente, o coordenador estadual, Alex Pontes Tadeu, da Diocese de Limeira, explicou que a colegiada firmou a identidade da CEBs de ajudar a ação eclesial na estrutura de saída, como pedido pelo Papa Francisco, e afirmou que as comunidades de base são “como que os braços da Igreja na vida do povo”.

Para o coordenador, as CEBs são as articulações do povo de Deus na sociedade e a intenção do encontro foi animar os agentes para não se perder a identidade: “a nossa intensão é reviver o essencial”, disse. A reunião também definiu a agenda de 2023 que tem como ponto alto o 15º Intereclesial das CEB’s, que acontecerá entre os dias 18 e 22 de julho em Rondonópolis (MT).

Segundo a participante Conceição Aparecida de Brito, da Arquidiocese de São Paulo, a reunião “foi muito proveitosa com decisões importantes para a caminhada das Comunidades, além da beleza dos encontros e abraços fraternos”.

O bispo diocesano de Marília, Dom Luiz Antonio Cipolini, também participou do momento com os agentes de pastoral.

Texto: Pe. Tiago Barbosa (Departamento de Comunicação)

Fotos: Edimar Tadeu de Souza I Santuário Nossa Senhora da Glória